25 02 2021 politica pacheco fatiar pecO presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), admitiu a possibilidade de fatiar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial e aprovar apenas a medida para destravar o auxílio emergencial, deixando os dispositivos de contenção de gastos para depois.

A articulação cresceu nos bastidores do Senado, conforme o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) antecipou, e deve ser discutida em reunião de líderes nesta quinta-feira, 25/02.

"Não avaliamos isso ainda, mas eventualmente pode ser uma possibilidade", afirmou Pacheco em entrevista à imprensa antes da sessão do plenário.

A votação da proposta, pautada para quinta-feira deve ser adiada para a próxima terça, 02/03. A equipe econômica tenta barrar a pressão pelo fatiamento.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou que pode deixar de votar a proposta se os senadores aprovarem só o auxílio emergencial. A avaliação é que o restante da medida, com as medidas de ajuste, vai "morrer" no Senado.

O movimento levou o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), a afirmar que a PEC não será fatiada. "Vamos votar uma PEC robusta, que traduza o compromisso com a sustentabilidade da dívida e a responsabilidade fiscal. Sem fatiamento", escreveu Bezerra, no Twitter.


20 07 2021 regiao crz corona faixa etaria20 07 2021 regiao crz numero corona20 07 2021 regiao crz vacinometro

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01