04 05 2021 policia jac condenado soltoUm homem flagrado por câmeras de segurança espancando uma mulher em Jacareí foi condenado por lesão corporal com pena de três meses de prisão.

A sentença foi definida pela Justiça na última semana e o homem deixou a prisão após receber a pena, que foi menor do que o tempo em que estava recluso. A vítima do crime lamenta a pena e cita sensação de impunidade.

As agressões aconteceram em 20 de dezembro do ano passado após uma discussão entre Bianca Vitória, de 20 anos, e o ex-companheiro, Ruan Machado, de 29 anos. Na briga, ele a manteve dentro do carro onde estavam e quando parou em um posto de combustíveis a vítima tentou fugir. Em resposta, ele começou uma série de agressões.

A cena de violência foi flagrada pela câmera de segurança do posto. Bianca tenta correr para um banheiro, mas o homem a alcança e a agride com tapas, socos e chutes na cabeça. Ela cai no chão, enquanto o homem segue com as agressões.

No vídeo, é possível perceber que ele chega a tirar a roupa da vítima ao arrastá-la até o carro para tentar fugir, mas é contido por populares.

Horas após o crime, Ruan foi encontrado recebendo atendimento em um posto de saúde e preso em flagrante. Ele foi denunciado e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pela justiça até sua condenação, que aconteceu na última quinta-feira (29/04).

Inicialmente, o homem havia sido denunciado por tentativa de feminicídio, mas o crime foi reduzido para lesão corporal. Com isso, a justiça o condenou a três meses de detenção, em regime aberto. Como estava preso há quatro meses, desde dezembro, e o número era superior a pena, ele teve no dia de sua condenação expedido alvará de soltura que determinou sua liberdade em 30 de abril.

Para a segurança da vítima, foi expedida uma medida protetiva que impede o réu de se aproximar mais de 200 metros. Apesar disso, Bianca afirmou que sente medo e mudou de endereço com os dois filhos.

“Mesmo vendo aquela imagem eles decidiram libertar ele. Eu não acredito mais em justiça, eu desisti. Estou vivendo em fuga, tentando me proteger e proteger meus filhos de um novo ataque. Infelizmente, foi a condição que a justiça me deu”, conta a jovem.

Á época do crime, ela teve lesões graves e passou três dias internada e duas semanas acamada por causa dos ferimentos. “Eu ainda vejo as marcas do que ele fez. É muito difícil. Minha vida é que foi mudada para sempre”.

O que diz a defesa do agressor

A defesa do agressor, Ruan Antônio Cerino dos Santos Machado, informou que ele confessou o crime e cumpriu a pena estipulada. Em nota, disse ainda que Ruan "ficou preso mais do que foi estipulado em sentença, além do fato de que o regime imposto foi o aberto e ele cumpriu toda a pena imposta no regime mais severo, ou seja, o fechado". Reforçou ainda que "a justiça foi feita tanto para à vítima, quanto para à sociedade".


13 05 2021 regiao crz vacinometro13 05 2021 regiao crz corona faixa etaria

13 05 2021 regiao crz numero corona

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01