06 021 2021 policia suzane anna jatoba elizeSuzane von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002, Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabela Nardoni, e Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, retornaram na tarde de terça-feira (05/01) à penitenciária feminina em Tremembé (SP) após a 'saidinha' de Ano Novo.

A medida é um benefício concedido aos detentos do regime semiaberto que recebem o direito de sair em períodos específicos, como Dia das Crianças, Dia das Mães e nas festas de fim de ano. Foram cerca de 3 mil detentos beneficiados no Vale do Paraíba.

Em 2020, devido à pandemia do coronavírus, o benefício foi concedido somente uma vez. Houve rebelião em cinco presídios quando o anúncio da suspensão foi feito.

A reportagem apurou que a primeira delas a retornar foi Elize Matsunaga, que chegou na penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier às 14h30. Anna Jatobá chegou às 15h30 e Suzane, às 15h55.

Histórico

Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. A primeira saída dela aconteceu em março de 2016, beneficiada pela saída temporária de Páscoa.

Anna Carolina Jatobá está presa em Tremembé desde 2008 e teve a progressão de regime autorizada pela Justiça em 2017.

Elize Matsunaga, presa em 2012 por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, obteve progressão ao regime semiaberto em 2019.

Saidinha mais longa

Os detentos em regime semiaberto no Estado de São Paulo tiveram 15 dias de saída temporária de Natal e Ano Novo - cinco a mais do que em anos anteriores.

A decisão foi estabelecida pelos juízes do Departamento Estadual de Execuções Criminais (Deecrim). Os presos do semiaberto têm até às 18h de terça (05/01) para retornar. No fim de ano, a saída tem prazo de dez dias, mas segundo a portaria do Deecrim, de forma excepcional, este ano o período foi ampliado.

Por ano, os presos do regime semiaberto têm direito a 35 dias fora do sistema prisional. O benefício é dividido em feriados e datas como Dia das Mães e Dia dos Pais. Mas o benefício estava suspenso desde março por causa da Covid-19.

A primeira saída estava marcada para o dia 17 de março, mas foi suspensa pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) um dia antes.

Na região, os presos se rebelaram após o anúncio no Pemano em Tremembé. Alas foram incendiadas e mais de 100 presos fugiram.

Desde então, o benefício seguia suspenso e a manutenção da saída temporária de fim de ano era incerta. Em novembro, as penitenciárias em São Paulo retomaram as visitas e na sequência o Deecrim publicou a portaria com as datas da saída temporária.


14 01 2021 regiao crz numero corona14 01 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01