01 03 2019 geral concurso pfrO concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para 500 vagas de policial rodoviário federal foi retomado, após o Tribunal Regional Federal da 5ª Região atender a uma liminar da União.

A Justiça Federal no Ceará havia suspendido o concurso atendendo a uma ação popular que pedia que os candidatos tivessem a opção de fazer as provas em quaisquer das cidades de aplicação do exame, independentemente do local para o qual escolheram concorrer à vaga.

Leia mais...

01 03 2019 geral bombeiros vistoriaBombeiros chegaram à Sapucaí por volta das 9h55 para fazer vistoria após a Justiça dar 24 horas para que fosse emitido um laudo que liberasse o Sambódromo para desfiles, que se iniciam nesta sexta-feira (1°), com a Série A.

A vistoria começou no setor 2, com a verificação dos camarotes. Os Bombeiros conversaram com trabalhadores que estavam no local e fotografaram algumas estruturas.

Leia mais...

25 02 2019 geral fiesO resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) será divulgado nesta segunda-feira (25) na página do programa na internet. Ele poderá também ser verificado nas instituições de ensino participantes. Ao todo, são ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies. As duas modalidades têm apenas uma chamada.

Leia mais...

23 02 2019 geral desemprego jovensA taxa de desemprego entre a população de 18 a 24 anos foi superior ao dobro da taxa geral em 2018. Enquanto a desocupação entre os jovens ficou em 25,2% no 4º trimestre do ano passado, o percentual total foi de 11,6%.

Segundo dados divulgados nesta 6ª feira (22.fev.2019) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), são 1,946 milhão de jovens sem emprego no país. Ao todo, são 12,195 milhões.

A maior desocupação é verificada na população ainda mais jovem, de 14 a 17 anos. A taxa chega a 40,3% (975 mil pessoas). Essa parcela da população trabalha sob condições específicas e pode atuar, por exemplo, como menor aprendiz.

Em todas as outras faixas etárias a taxa de desemprego é inferior à total. Entre as pessoas de 25 a 39 anos, o porcentual é de 6,9%, o que representa 4,191 milhões de trabalhadores.

Na camada de 40 a 59 anos, a taxa é de 10,7%, ou 2,771 milhões de pessoas. Já entre as pessoas com mais de 60 anos, é de 4%, o que corresponde a 312 mil trabalhadores.

Distribuição da população desempregada

No trimestre encerrado em dezembro de 2018, 34,4% da população desocupada no país tinha entre 25 e 39 anos. A 2ª faixa mais representativa é justamente a de 18 a 24 anos, que representa 32,4% do total.

Juntos, o grupo representa 66,8% do total de desempregados no país.

Além disso, 22,7% do total têm entre 40 e 59 anos; 8% entre 14 e 17 anos e 2,6% têm mais de 60 anos.

Amapá, Bahia e Alagoas: maior desemprego

A maior taxa de desemprego do país no final do ano passado foi verificada no Amapá, de 19,6%. O Estado é seguido por Bahia (17,4%), Alagoas (15,9%) e Pernambuco (15,5%).

As menores taxas, por outro lado, foram observadas em Santa Catarina (6,4%), Mato Grosso (6,9%), Mato Grosso do Sul (7%), Rio Grande do Sul (7,4%) e Paraná (7,8%).

Eis a divisão por região:

Nordeste: 14,4%;

Sudeste: 12,1%;

Norte: 11,7%;

Centro-oeste: 8,5%;

Sul: 7,3%.

Desemprego é maior entre mulheres

O peso do desemprego é maior entre as mulheres. No 4º trimestre de 2018, a taxa de desocupação foi de 13,5% entre o gênero feminino e de 10,1% entre o masculino.

Mulheres representaram também 52,1% do total da população desempregada. “Em quase todas as regiões, o percentual de mulheres na população desocupada era superior ao de homens. A exceção foi a região Nordeste (49,1%). Na Região Centro-Oeste, o percentual das mulheres foi o maior: elas representavam 55,8% das pessoas desocupadas”, diz o IBGE.

Desemprego é maior entre pretos e pardos

Enquanto o desemprego geral foi de 11,6% no final de 2018, entre os que se declaram pretos foi de 14,5% e de 13,3% entre os pardos. Entre brancos, por outro lado, foi de 9,2%.

No 4º trimestre, a participação de pardos entre a população desocupada era de 51,7% e de pretos, 12,9%. Brancos representavam 34,6% do total.

23 02 2019 geral facebookO Facebook usa ao menos 11 aplicativos populares para coletar dados sensíveis como frequência cardíaca e ciclo menstrual de pessoas, mesmo que estes não sejam usuários da rede social.

De acordo com a reportagem, o Facebook usava um software especial em aplicativos de terceiros. A tecnologia incluía uma ferramenta de análise de dados feita pela empresa de Mark Zuckerberg que permitia aos desenvolvedores ver as atividades de um usuário, para então, segmentar anúncios para as pessoas na rede social. Ainda conforme o jornal, as informações eram registradas até mesmo quando usuários optavam por não fazer login no aplicativo parceiro via Facebook.

Entre os aplicativos que repassavam as informações estavam o Instant Heart Rate, que informava a rede social sobre a frequência cardíaca dos usuários, o Flo Period & Ovulation Tracker, que registrava ciclos menstruais, e o Realtor.com, que repassava ao Facebook listas de imóveis visualizadas.

Em um comunicado, o Facebook disse que o compartilhamento de informações entre aplicativos "é uma prática padrão do setor", mas garante que, ao detectar que a coleta de dados fere os termos comerciais da rede social, a empresa exclui as informações. "Exigimos que os desenvolvedores de apps sejam claros com seus usuários sobre as informações que estão compartilhando conosco e proibimos os aplicativos de nos enviar dados confidenciais", disse a rede social.

Alguns as informações compartilhadas, porém, violam os termos comerciais do Facebook, que proíbe desenvolvedores de enviar "informações financeiras, de saúde ou outras categorias confidenciais". O Facebook justifica que a coleta de dados aplicativos é necessária porque ajuda a rede social a melhorar as experiências de anúncios tanto para usuários quanto para anunciantes.

A descoberta é mais um capítulo na história de escândalos de privacidade envolvendo o Facebook. Esta semana, Zuckerberg disse que a empresa "inovou" no assunto e citou como exemplo o uso de criptografia no WhatsApp, Messenger e Instagram. A declaração foi criticada por especialistas e órgãos regulatórios.

23 02 2019 geral olimpiadaAté o dia 20 de março, professores e alunos do Ensino Fundamental (8º e 9º anos) e Ensino Médio podem garantir a inscrição para a 11ª edição da Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB). Cada professor tutor deverá efetuar a inscrição da equipe no site da ONHB.

A competição terá seis fases online, além da final presencial, que será realizada na Unicamp, em Campinas (SP). A aplicação da primeira fase da Olimpíada será no dia 6 de maio e a sexta e última etapa no dia 15 de junho.

As provas são realizadas durante as etapas – com duração de uma semana cada – pelas equipes formadas por um professor de História e três alunos. As respostas (questões de múltipla escolha e realização de tarefas) podem ser elaboradas pelos participantes com base em debate com os colegas, pesquisa em livros, internet, orientação do professor, além de uma gama de documentos e referências oferecidas.

Ao completar as seis fases online, as equipes finalistas participam da grande final presencial na Unicamp, nos dias 17 e 18 de agosto. Na final, os grupos realizam uma prova dissertativa no sábado e, no dia seguinte, participam da premiação com entrega de medalhas.

O principal diferencial da ONHB em relação a outras competições é que ela não exige que os alunos tenham conhecimento do assunto previamente, uma vez que a metodologia permite que a equipe discuta, pesquise e analise as questões entre si, com apoio do professor. Além disso, por meio dos conteúdos e do estudo aprofundado dos temas em História do Brasil, a Olimpíada ajuda a preparar os participantes para vestibulares, concursos e prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre outros.

Serviço

Inscrição: A primeira etapa de inscrição vai até o dia 20 de março com desconto para os participantes e a segunda etapa vai até o dia 26 de abril ou até atingir o limite de interessados. A taxa de inscrição deve ser arcada pelo gestor da unidade de ensino.

- Primeira etapa de inscrições (até 20 de março) - Equipe: R$ 38 (alunos de escolas públicas).

- Segunda etapa de inscrições (até 26 de abril) - Equipe: R$ 58 (alunos de escolas públicas).

Prova: A primeira fase terá início dia 6 de maio, finalizando a sexta etapa em 15 de junho. Após as seis fases, no mínimo 200 equipes (800 participantes) serão classificadas e convocadas para a final presencial.

23 02 2019 brasil aplicativo irO programa para preenchimento da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) estará disponível a partir das 8h de segunda-feira (25), no site da Receita Federal. A declaração deve ser entregue entre as 8h do dia 7 de março e as 23h59 de 30 de abril deste ano, pela Internet.

Também a partir de segunda-feira, os contribuintes poderão preencher a declaração por meio de tablets e smartphones, acessando o aplicativo Meu Imposto de Renda. O serviço estará ainda disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), na página da Receita Federal, com uso de certificado digital.

O serviço Meu Imposto de Renda não pode ser usado em tablets ou smartphones para quem tenha recebido rendimentos superiores a R$ 5 milhões.

A Receita espera receber neste ano 30,5 milhões de declarações – no ano passado, foram entregues 29,27 milhões. Do total previsto para 2019, a expectativa é que entre 700 mil e 800 mil declarações sejam feitas por tablets e smartphones. Em 2018, 320 mil declarações foram feitas por meio de dispositivos móveis.

Uma novidade é que, neste ano, o processamento da declaração será mais rápido, e o contribuinte poderá ter acesso ao status do processamento na noite em que fizer a declaração, ou no dia seguinte. Assim, já será possível verificar pendências.

Entretanto, o supervisor nacional do Imposto de Renda da Receita Federal, Joaquim Adir, alertou que o contribuinte deve esperar “um pouco” para verificar se existe alguma inconsistência, porque podem ocorrer casos em que a empresa empregadora ou o plano de saúde atrase o envio de dados. “O que libera a declaração são os cruzamentos de dados. Espere um pouco mais”, disse Adir, dirigindo-se ao contribuinte.

Obrigatoriedade

Está obrigada a apresentar a declaração a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2018 tenha recebido rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 ou tenha recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Deve declarar ainda quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e, nessa condição, encontrava-se em 31 de dezembro ou quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

No caso da atividade rural, deve declarar quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018. Também deve declarar quem teve em teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

CPF de dependentes

Neste ano, é obrigatório o preenchimento do número do CPF de dependentes e alimentados residentes no país. A Receita vinha incluindo essa informação gradualmente na declaração. No ano passado, era obrigatório informar CPF para dependentes a partir de 8 anos.

Desconto simplificado

A pessoa física pode optar pelo desconto simplificado, correspondente à dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34.

Deduções

O limite de dedução por contribuição patronal ficou em R$ 1.200,32, devido ao reajuste do salário mínimo. No ano passado, o limite era R$ 1.171,84. A dedução por dependente é de no máximo R$ 2.075,08 e, para instrução, de R$ 3.561,50.

Os contribuintes também podem deduzir valores gastos com saúde, sem limites, como internação, exames, consultas, aparelhos e próteses, e planos de saúde. Nesse caso é preciso ter recibos, notas fiscais e declaração do plano de saúde e informar CPF ou CNPJ de quem recebeu os pagamentos.

As chamadas doações incentivadas têm o limite de 6% do Imposto de Renda devido. As doações podem ser feitas, por exemplo, aos fundos municipais, estaduais, distrital e nacional da criança e do adolescente, que se enquadram no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Segundo a Receita, neste ano o formulário sobre as doações ao ECA vai ficar mais visível.

Aqueles que contribuem para um plano de previdência complementar – Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Fundo de Aposentadoria Programada Individual (Fapi) - podem deduzir até o limite de 12% da renda tributável.

Multa

Quem não entregar a declaração está sujeito à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do Imposto Devido nela apurado, ainda que integralmente pago.

A multa terá valor mínimo de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do Imposto sobre a Renda devido. A multa mínima será aplicada inclusive no caso de declaração de Ajuste Anual da qual não resulte imposto devido.

Restituições

Segundo a Receita, as restituições do Imposto de Renda serão feitas em sete lotes a partir de junho deste ano: o primeiro lote sairá no dia 17 de junho; o segundo, no dia 15 de julho; o terceiro, no dia 15 de agosto; o quarto, no dia 16 de setembro; o quinto, no dia 15 de outubro; o sexto, no dia 18 de novembro; e o sétimo, no dia 16 de dezembro.

20 02 2019 geral erros portuguesPara 34% dos recrutadores que participaram de uma pesquisa realizada pela empresa de recrutamento online Catho, erros de português são o principal fator para eliminação de candidatos.

Segundo a pesquisa, erros de português no currículo podem representar falta de domínio do idioma, falta de atenção e displicência. Essa falha na revisão do principal documento entre candidato e entrevistador queima todas as chances de contratação.

Os outros fatores que fazem com que o currículo seja descartado imediatamente são:

25% por falta de experiência

10% por ausência de objetivos profissionais

9% porque os candidatos moram longe da empresa

9% por falta de apresentação visual

9% por outros motivos

3% por não ter formação superior ou cursos complementares

1% pelo currículo ter mais de uma página

Ainda segundo o levantamento da Catho, um recrutador recebe em média de 30 a 50 currículos por vaga; desses, de 5 a 10 candidatos chegam a participar de uma entrevista com o recrutador.

Para a gerente da Catho Bianca Machado, o processo de recrutamento começa muito antes da entrevista, ou seja, quando os currículos começam a ser selecionados.

"Em um cenário de grande concorrência, o número de candidaturas para vagas está cada vez maior. É função do recrutador filtrar os candidatos e escolher aquele que se encaixa melhor ao perfil do cargo. Se queimar no primeiro contato por conta de erros de gramática não é perder uma oportunidade de entrevista, e sim várias. O currículo deve receber muita atenção antes de ser enviado ao mercado", afirma.

Currículo ainda é essencial

Apesar dos diversos avanços tecnológicos para procurar emprego, a pesquisa ainda aponta que o formato do currículo não entrou em desuso.

Segundo os recrutadores, 75% afirmam que o material é muito importante para o processo seletivo, enquanto 25% afirmam ser importante. As opções "neutro", pouco importante" e "não é importante" não foram marcadas por nenhum respondente. O que reafirma a importância de ter um currículo atualizado, bem preenchido e atrativo para o mercado de trabalho, segundo Bianca.

20 02 2019 geral prouniO resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado hoje (20) na internet. Os pré-selecionados têm até o dia 27 para fazer a matrícula.

Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na página do programa.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio.

Aqueles que não forem selecionados na segunda chamada têm ainda a chance de integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

Inscrições

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição, são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Com informações da Agência Brasil.

20 02 2019 geral megasenaA Mega-Sena sorteia hoje (20) um prêmio de R$ 32 milhões. As seis dezenas do concurso 2.126 serão sorteadas a partir das 20h no Caminhão da Sorte, estacionado na Avenida Frederico Ozanam, na cidade de Jundiaí, em São Paulo.

De acordo com a Caixa, caso aplicado na poupança, o prêmio poderia render mais de R$ 119 mil por mês.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

30 01 2019 geral megasenaNinguém acertou as seis dezenas do concurso 2125 da Mega-Sena, sorteado na noite deste sábado (16) na cidade de São Paulo, em São Paulo. O prêmio, acumulou e agora pode pagar R$ 32 milhões no próximo sorteio, na quarta-feira (20).

As dezenas sorteadas foram:

01       -       31       -       44      -       46       -       53      -       58

Segundo a Caixa Econômica Federal, 55 apostas acertaram a quina nesse sábado e levarão R$ 48.968,88 cada uma. Já a quadra teve 4.090 apostas ganhadoras, que receberão R$ 940,72 cada um. A arrecadação total é de mais de R$ 46 milhões

Quem pretende levar os R$ 32 milhões no próximo concurso pode fazer as apostas até as 19h (de Brasília) do dia do próximo sorteio em qualquer lotérica do País. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do Brasil.

previsao tempo 01A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil indicaram alerta de risco meteorológico a partir desta terça-feira (12). De acordo com o boletim publicado, a aproximação de uma frente fria vinda do sul do país vai causar pancadas de chuva dispersas. 
Na RMVale, estão previstos acumulados acima dos 100mm, principalmente entre terça (12) e quarta (13). Na região litorânea, são previstas chuvas fracas a moderadas de longa duração, intermitentes e/ou persistentes. A condição climática eleva o risco de deslizamentos e o nível dos rios nessas áreas.
Na quinta (14), as instabilidades perdem força de manhã, mas retornam na forma de pancadas de chuva forte de tarde e de noite, mantendo o tempo instável e chuvoso na sexta (15).
Segundo a Defesa Civil, a água mais aquecida na costa do Atlântico Sul favorece a formação de tempestades, com potencial para transtornos localizados em todo o Estado de São Paulo.

11 02 2019 geral campus=partyUm dos principais eventos de tecnologia do Brasil, a 12ª edição da Campus Party começa nesta terça-feira (12) em São Paulo. São esperadas cerca de 120 mil pessoas no evento, incluindo 12 mil na arena de camping, que vai até sábado (16).

Quem abre o evento este ano é o físico mineiro Ivair Gontijo, que vem para contar um pouco sobre o trabalho que realiza na Nasa, a agência de exploração espacial americana. Em uma das palestras mais esperadas do evento — segundo os próprios campuseiros, no aplicativo oficial do evento — ele chega para falar dos planos de exploração de Marte.

Além de Gontijo, também participam Uri Levine, fundador do aplicativo Waze, a cientista Joana D'arc Félix e o youtuber MatPat. Uma infraestrutura de internet de 40GB também estará esperando os participantes.

A Campus Party contará ainda com 900 palestras, divididas em 8 palcos, que cobrem desde assuntos mais técnicos de programação a assuntos mais “palatáveis” como criatividade e jogos.

Veja a lista dos palcos de 2019:

Feel the future (palco principal);

STEAM (sigla para Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática);

Startups;

Entrepreneurship;

Makers;

Coders;

Games;

Creativity

Seguindo a tendência já vista em 2018, este ano a Campus Party traz diversas palestras sobre a participação das mulheres no mercado de tecnologia e ciência.

Além disso, há também apresentações sobre melhora de performance profissional, criação de startups e empreendedorismo — muito no sentido de transformar o evento em um porto para conexões profissionais.

A Open Campus, área aberta ao público, terá este ano uma seleção de simuladores e também um palco para músicas, com apresentação diária de e uma orquestra tocando músicas famosas dos videogames. É lá também onde fica a praça de alimentação.

Essa parte da Campus Party funcionará a partir de quarta-feira (13), das 10h às 20h, com circulação de pessoas até as 21h. Em 16 de fevereiro, essa área vai até as 16h.

As outras áreas, Arena e Camping, exclusivas para quem tem ingresso, funcionam 24h.

Quem ainda não tem uma entrada garantida, pode participar do programa do Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) estará trocando peças antigas e não utilizadas de tecnologia por entradas.

A Campus Party de 2019 acontece no Expo Center Norte, em São Paulo. A cerimônia de abertura acontece às 19h de terça. É possível acompanhar as atrações no site oficial e também no aplicativo, disponível nas plataformas iOS e Android.

Um grupo de pessoas é visto em meio a barracas no primeiro dia da Campus Party 2018, no pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo — Foto: Leonardo Benassatto/Framephoto/Estadão Conteúdo

09 02 2019 brasil megasenaA Mega-Sena promete sortear o prêmio de R$ 5,5 milhões neste sábado (9/2). O prêmio do no concurso número 2.123 acumulou, já que nenhum apostador cravou os seis números do bilhete no concurso 2.122 realizado na quarta-feira (6).

Ao todo, 92 apostas faturaram R$ 15.878,62 cada ao acertarem a quina. Outras 4.938 acertaram quatro dezenas do bilhete e levaram R$ 422,62 cada.

Veja os números sorteados no concurso número 2.122:

03 — 11 — 15 — 21 — 27 — 49.

Como apostar

Para concorrer ao prêmio de R$ 5,5 milhões deste sábado, basta ir a uma casa lotérica e marcar de 6 a 15 números no volante, podendo deixar que o sistema escolha os números para você (Surpresinha) e/ou concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha).

Cada jogo de seis números custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do país.

Outra opção é o Bolão Caixa, que permite ao apostador fazer apostas em grupo. Basta preencher o campo próprio no volante ou solicitar ao atendente da lotérica. Você também pode comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas.

Nesse caso, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$ 10. Porém, cada cota não pode ser inferior a R$ 4. É possível realizar um bolão de no mínimo 2 e no máximo 100 cotas.

09 02 2019 geral celularO número de linhas de telefone celular teve uma queda de 7,2 milhões no ano passado. Os dados foram divulgados hoje (8) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O país fechou 2018 com 229 milhões de dispositivos móveis, 3% a menos do que em 2017, quando havia 236,4 milhões de acessos móveis no país.

No recorte entre pré e pós-pago, a primeira modalidade perdeu espaço. Entre 2017 e 2018 o número de acessos contratados previamente caiu de 148,5 milhões (62,8%) para 129,5 milhões (56,5%). Já os pós-pagos subiram, no mesmo período, de 87,9 milhões (37,2%) para 99,6 milhões (43,5%).

Em 2015, os acessos pré-pagos ultrapassavam o índice de 70% da base móvel. Desde então, essa proporção vem caindo em favor dos contratos pós-pagos, que já passaram dos 40%.

Um dos fatores para essa tendência, segundo a Anatel, foi a redução das tarifas de interconexão (o custo que uma operadora paga para completar uma chamada com um aparelho de outra empresa). Com o barateamento das ligações para companhias distintas, a demanda para manter chips de diferentes firmas diminuiu, refletindo no número geral.

Mercado

Na participação de mercado, a Vivo terminou como líder, com 73,1 milhões de acessos (32% da base). Em segundo lugar, veio a Claro, com 56,4 milhões de clientes neste serviço (24,61% do mercado). A Tim fechou o ano com 55,9 milhões de linhas ativas (24,39% do total) e a Oi, com 37,7 milhões de acessos (16,44% de participação).

Já na distribuição por tecnologia, a prevalência foi do 4G, que hoje já é a base técnica de 56,6% dos acessos, cerca de 129 milhões. Somente em 2018, foram contratadas 27,6 milhões de novas linhas nesta modalidade. O 3G, com capacidade e velocidade menores, ainda é popular no país, sendo o padrão em 23,8% das linhas, o equivalente a 54,7 milhões. Do total, quase 20 milhões de acessos móveis são de conexões entre máquinas, e não entre pessoas.

06 02 2019 brasil megasenaMega-Sena: concurso 2.122 ocorreu nesta quarta (6) — Foto: Marcelo Brandt/G1

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.122 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (17) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 03 - 11 - 15 - 21 - 27 - 49.

A quina teve 92 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 15.878,62. Outras 4.938 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 422,62.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

07 02 2019 geral plano saudeA Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) começou a receber na segunda-feira (4), contribuições da sociedade civil para a atualização de seu rol de procedimentos e eventos em saúde. O documento prevê a cobertura mínima obrigatória que cada plano de saúde do país deve oferecer a seus usuários.

O documento é atualizado a cada dois anos e, desta vez, os cidadãos poderão dar sua contribuição pela internet, até 4 de maio. As propostas poderão ser apresentadas pelo formulário online FormRol, que pode ser acessado pela página da ANS.

Para apresentar uma proposta, é preciso indicar a tecnologia em saúde a ser incluída no rol, o público-alvo, o problema de saúde ao qual ela é voltada, as tecnologias alternativas, a avaliação econômica, a capacidade técnica instalada e as evidências científicas.

Segundo o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Rogério Scarabel, o rol é importante porque estabelece a cobertura obrigatória com base nos avanços tecnológicos e no equilíbrio entre as necessidades do público e o custo para as operadoras.

Antes da publicação do novo rol pela ANS, haverá ainda uma consulta pública, quando também serão aceitas propostas. Anteriormente, era apenas nesse momento que a sociedade civil podia dar sua contribuição.

Por fim, as propostas serão analisadas por técnicos da ANS. Também são levadas em consideração as tecnologias avaliadas e recomendadas pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), a observância dos princípios de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) e de saúde baseada em evidências, e a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do setor.

Por: Agência Brasil 

07 02 2019 geral sisuA partir desta quinta-feira (07), as instituições públicas de ensino vão convocar os candidatos em lista de espera para preencher as vagas que não foram ocupadas na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Cabe agora aos candidatos inscritos acompanhar as convocações nas próprias instituições. Os estudantes que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso tiveram até o último dia 5 para aderir à lista.

Os candidatos puderam escolher entrar na lista de espera para a primeira ou para a segunda opção feita na hora da inscrição.

A partir desta edição do Sisu, os estudantes selecionados em qualquer uma das duas opções não puderam participar da lista de espera. Até o ano passado, os selecionados na segunda podiam ainda participar e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.

Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, mais de 1,8 milhão de candidatos se inscreveram.

07 02 2019 geral fiesComeçam nesta quinta-feira (7) e vão até o dia 14 deste mês as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As inscrições são feitas pela internet, no site do programa. Ao todo, serão ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies.

Podem participar os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e obtiveram nota média nas provas igual ou superior a 450. Além disso não podem ter zerado a redação.

Na hora da inscrição é possível escolher até três opções de curso entre aqueles com vagas disponíveis dentro do grupo de preferência, que também é escolhido pelo estudante de acordo com o seu perfil e interesse.

Modalidades

O Fies oferece duas modalidades. A primeira é financiamento a juro zero para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda.

A segunda é a denominada P-Fies, destinada aos estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. A modalidade funciona com recursos dos fundos constitucionais e de Desenvolvimento e com recursos dos bancos privados participantes.

Os bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni), ou seja, aqueles que têm bolsa de 50% da mensalidade, poderão participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.

Cronograma

O Fies oferece financiamento para cobrir os custos das mensalidades de instituições privadas de ensino superior. Na página do programa está disponível uma sessão de perguntas e respostas para tirar dúvidas, entre elas como será feito o pagamento do financiamento, quais as taxas que serão cobradas e os benefícios concedidos.

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do primeiro semestre de 2019 para as modalidades Fies e P-Fies será divulgado no dia 25 de fevereiro.

Os candidatos pré-selecionados na modalidade Fies deverão acessar o FiesSeleção e complementar a inscrição para contratação do financiamento no sistema, no período de 26 de fevereiro a 7 de março. A pré-seleção dos participantes da lista de espera será de 27 de fevereiro a 10 de abril.

06 02 2019 brasil megasenaApostas podem ser feitas até as 19h, em lotéricas

O concurso 2.122 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta (6) em São Paulo (SP).

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

06 02 2019 geral whatsappPrincipal aplicativo de mensagens do mundo, o WhatsApp anunciou na terça-feira (5) uma nova ferramenta que permite bloquear a tela do aplicativo e desbloqueá-la apenas com função biométrica de reconhecimento digital ou facial. A novidade, até o momento, é exclusiva para iPhones. Não há previsão da chegada dessa função para celulares com sistema operacional Android.

A ferramenta permite determinar uma quantidade de tempo para o bloqueio, desde a última vez em que o aplicativo foi utilizado. Se bloqueado, só será permitido o acesso com uso de autenticação biométrica, funções disponíveis nos celulares da Apple.

De acordo com o WhatsApp, a nova função vai fortalecer a privacidade do usuário e impedir que outras pessoas usem o aparelho sem permissão para ler mensagens.

06 02 2019 geral prouni chamadaO resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado nesta quarta-feira (6) na internet. Aqueles que forem pré-selecionados terão desta quarta-feira até o dia 14 para fazer a matrícula.

Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na internet.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio. As instituições que optarem por processo próprio devem explicar formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação.

O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino serão feitos entre os dias 6 e 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada. Caso o estudante não compareça no prazo estipulado, ele será reprovado.

Aqueles que não forem selecionados na primeira chamada poderão ainda ser aprovados na segunda, que será divulgada no dia 20 de fevereiro. Haverá também uma terceira chance. Quem não for escolhido, pode integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

Inscrições

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

06 02 2019 geral devedores suspensosConsumidores que estão inadimplentes correm o risco de ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o passaporte e até os cartões de crédito suspensos pela Justiça. Fotos publicadas nas redes sociais que revelam o padrão de vida do devedor, então sendo usadas como prova judicial. 

Uma decisão da 1ª vara Cível de Ipameri (GO), expedida em junho, bloqueou os cartões de crédito de um devedor até ele quitar seus débitos com uma instituição financeira.

O juiz Luiz Antônio Afonso Júnior considerou as medidas necessárias por entender que havia "indícios de ocultação de bens". Ele também bloqueou a habilitação e o passaporte do devedor. “Há provas claras de que o executado tem padrão de vida incompatível com o patrimônio declarado para a Receita Federal do Brasil. Em redes sociais (Facebook e Instagram), o executado demonstra levar uma vida de luxo e ostentação, com viagens rotineiras a cidades turísticas nacionais e internacionais, o que não condiz com seu salário mensal e com seus bens”, escreveu na decisão.

Com dificuldades para cobrar uma dívida de um empresário do ramo do agronegócio, o escritório incluiu na ação imagens publicadas pelo próprio devedor em redes sociais que mostravam diversas viagens ao exterior "Conseguimos o bloqueio do passaporte dele. Imediatamente fomos procurados por seus advogados para realizar um acordo."

Bloqueio de CNH e passaporte

No início de junho, o Superior Tribunal de Justiça (STJ ) autorizou a suspensão da CNH de um homem de Sumaré (SP) até ele quitar uma dívida de R$ 17 mil com uma instituição de ensino. A decisão foi considerada por juristas um precedente para que outros endividados brasileiros também tenham suas habilitações suspensas.

O Brasil fechou o primeiro semestre com 63,6 milhões de devedores, segundo o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas.

A suspensão de documentos e de cartões ganhou espaço a partir de 2016, quando entrou em vigor no novo Código de Processo Civil, que autorizou a aplicação das chamadas “medidas atípicas” para fazer cumprir uma decisão judicial.

O que os devedores precisam ficar atentos é que o bloqueio dos documentos só pode ocorrer após o juiz esgotar todas as “medidas típicas” no processo, explica o advogado Coppola Jr., que também é professor de direito empresarial na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

Os dois principais procedimentos tomados contra os devedores são a penhora online e a penhora de bens. Na penhora online, o juiz tenta reaver o dinheiro para o credor em contas ou investimentos do devedor. A busca é feita com auxílio do Banco Central. Além disso, também é realizada uma busca por bens e imóveis registrados no nome do devedor para penhora. Se nada for encontrado, só então é que o credor pode solicitar ao juiz a suspensão de documentos e cartões.

Devedores em alerta

Ainda assim, alerta o professor, essas medidas consideradas “agressivas” não podem ser “desproporcionais” ao devedor. Em outras palavras: se a habilitação para dirigir for essencial para a subsistência, ela não poderá ser suspensa. "O juiz não pode bloquear um passaporte ou a CNH de quem depende disso para subsistência. A medida tem que ser proporcional. Mas isso funciona muito bem com devedores que têm dívida de maior montante."

A análise tem que ser feita caso a caso. E quando o devedor não tem condições de pagar o débito, o processo deve ser suspenso até que ele se encontre em uma situação financeira melhor. "Uma pessoa que não consegue pagar em nenhuma circunstância, não é pelo bloqueio de documentos e cartões que isso vai acontecer. Do contrário ela passa a ser uma punição injusta."

Apesar de ser cada vez mais usada, a suspensão de documentos também vem recebendo críticas de juristas e advogados. Para Antonio Carlos Morad, especialista em direito tributário e empresarial do escritório Morad Advocacia Empresarial, essas medidas “ferem o princípio da dignidade humana” e representam uma “diminuição de direitos. "Quando você suprime o direito do indivíduo, e a CNH é um direito, você depaupera esse indivíduo, empobrece, coloca ele numa condição inferior a dos demais."

Segundo o advogado, essas medidas podem até dificultar o devedor a quitar seus débitos. "Temos que tomar cuidado. O Judiciário está invadindo direitos constitucionais."

22 02 2021 regiao crz vacinometro22 02 2021 regiao crz numero corona22 02 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01