03 10 2019 geral amebaRecentemente foram noticiados casos de crianças que morreram por contaminação do parasita Naegleria fowleri (ameba comedora de cérebro humano). O parasita é encontrado em locais de água doce quente, como lagos, rios e piscinas.

No mês passado uma menina de dez anos morreu após contrair a Naegleria fowleri em um rio no estado norte-americano do Texas.

No Brasil, a ameba está presente e, um caso de morte por esse parasita foi confirmado até hoje. Popularmente, ela é conhecida como comedora de cérebro, porque provoca em humanos quadros graves de meningoencefalite, uma infecção que destrói o tecido cerebral.

Mesmo com apenas uma morte confirmada no país, os especialistas explicam que é preciso ter muito cuidado ao mergulhar nos locais de água doce quente, porque a contaminação se dá quando a água, com o parasita, entra no corpo pelo nariz. Por isso, é preciso tapar as vias nasais na hora de mergulhar. 

De acordo com o Os CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, apesar da ameb ser encontrada em todo o mundo, não há registro desse tipo de ameba em água salgada.

Sintomas

- Dor de cabeça;

- Febre

- Náusea e vômito.

Posteriormente, surgem também rigidez no pescoço, confusão mental, perda do equilíbrio, convulsões e alucinações.

Fonte: Portal R7


06 03 2021 regiao crz numero corona06 03 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01