21 12 2020 brasil brasileiros pouparPraticamente seis em cada 10 brasileiros, cerca de 59%, pretendem poupar mais em 2021 do que faziam antes da pandemia do novo coronavírus. É o que consta na pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira, disponibilizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De acordo com o estudo, considerando a população que pretende poupar mais (ou iniciar poupança em 2021), a principal razão para guardar mais dinheiro, apontada por 54% dos entrevistados, é a vontade de ter recursos para usar em uma possível emergência.

Segundo o estudo, 28% da população que não guardava dinheiro antes da pandemia, passará a guardar no ano que vem.

Já os que poupavam e pretendem continuar poupando são cerca de 16%. Outros 15% que poupavam antes da pandemia, pretendem economizar ainda mais em 2021. Por outro lado, quase um quarto da população, cerca de 24%, não guardava dinheiro antes da pandemia e continuará sem guardar.

Efeito pandemia

Entre os que afirmaram que conseguiram guardar mais dinheiro ou gastar menos em relação ao período anterior à pandemia, para 56% o principal motivo está associado aos riscos e incertezas trazidos pela pandemia: “Não sabe quando as coisas voltarão ao normal”; “Reduziu gastos por precaução”; “Tem medo de perder sua renda”; ou “Tem medo de perder seu emprego”.

Outros 42% disseram que não tiveram como gastar por conta da quarentena/ isolamento social, ou seja, por não saírem de casa. Esse percentual cresce de acordo com a renda e a escolaridade do entrevistado, alcançando 57% entre aqueles com renda familiar superior a cinco salários mínimos e 48% daqueles que tem ensino superior. O levantamento é feito a partir de 2 mil entrevistas realizadas pelo Ibope Inteligência em 127 municípios no período 17 a 20 de setembro de 2020.

Com informações do Portal R7


27 02 2021 regiao crz numero corona27 02 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01