09 12 2019 esportes ceara empata botafogo e mantem eliteO Ceará conseguiu o seu principal objetivo na temporada: permanecer mais um ano na elite do futebol nacional. No domingo (08/12), no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, o clube cearense ficou no empate por 1 a 1, pela 38.ª e última rodada, e evitou o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

O resultado foi suficiente para não depender do que o Cruzeiro, seu rival direto, que acabou sendo derrotado por 2 a 0, fizesse contra o Palmeiras, em Belo Horizonte.

O empate levou o Ceará a 39 pontos, contra 36 do Cruzeiro. A pontuação do clube cearense, que terminou na 16.ª colocação, é a menor de um time que se livrou do rebaixamento na história do Brasileirão em pontos corridos com 20 clubes. O ano de 2020 será o terceiro seguido do time de Fortaleza na primeira divisão nacional.

Do outro lado, nada de comemoração. O Botafogo precisava vencer para ter chance de classificação à Copa Sul-Americana, mas não conseguiu. O empate o levou a 43 pontos, na 15.ª colocação, três a menos que o rival Fluminense, que venceu o Corinthians por 2 a 1, em São Paulo, e ficou com a última vaga na competição continental.

Em campo, o Ceará mostrou que precisava mais da vitória e mostrou mais disposição, mas sem ser efetivo nas jogadas de ataque. O primeiro tempo foi muito arrastado, com muita marcação no meio de campo, e o único lance ofensivo resultou no gol do Botafogo. Aos 38 minutos, após jogada pela direita, Luis Henrique cruzou rasteiro e Marcos Vinícius se adiantou à zaga na primeira trave para balançar as redes.

Na segunda etapa, sob o risco de ser rebaixado se o Cruzeiro vencesse o Palmeiras, o Ceará foi ao ataque. O técnico Argel Fucks, contratado a três rodadas do final do Brasileirão com o objetivo de salvar o time da queda, fez duas substituições para dar mais velocidade ao meio de campo e a proposta deu certo.

Aos 17 minutos, após jogada da esquerda, Thiago Galhardo recebeu na lateral e tentou o cruzamento. A bola foi interceptada pelo braço do lateral-direito Marcinho e, após análise do VAR, o pênalti foi marcado. O mesmo Thiago Galhardo bateu forte no centro do gol e o goleiro Diego Cavalieri quase tocou na bola. Era o gol que salvava o Ceará do rebaixamento.

Ao mesmo tempo que o Ceará empatava a partida no Rio de Janeiro, o Cruzeiro era derrotado pelo Palmeiras. Com mais tranquilidade, os jogadores do time cearense apenas administraram o resultado até o final. A pequena torcida cearense no Engenhão e milhares de torcedores no Ceará comemoraram muito.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 1 CEARÁ

BOTAFOGO - Diego Cavalieri; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Lucas Barros (Yuri); Jean, João Paulo (Wenderson) e Marcos Vinícius (Lucas Campos); Rhuan, Luis Henrique e Vinícius Tanque. Técnico: Alberto Valentim.

CEARÁ - Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e Eduardo Brock (Cristovam); William Oliveira (Pedro Ken), Auremir (Wescley), Ricardinho, Felipe Baxola e Mateus Gonçalves; Thiago Galhardo. Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Marcos Vinícius, aos 38 minutos do primeiro tempo; Thiago Galhardo (pênalti), aos 20 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Eduardo Brock e William Oliveira (Ceará).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA - R$ 326.325,00.

PÚBLICO - 25.900 torcedores.

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).


20 07 2021 regiao crz corona faixa etaria20 07 2021 regiao crz numero corona20 07 2021 regiao crz vacinometro

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01