28 11 2019 esportes bahia atletoco mg empatamBahia e Atlético Mineiro ampliaram a má fase no Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira (27/11), na Fonte Nova, pela 35ª rodada, fizeram uma partida movimentada e empataram por 1 a 1, com os gols sendo marcados no segundo tempo por Cazares e Élber.

A igualdade levou o Bahia aos 45 pontos, em décimo lugar, e ampliou o jejum do time, que não vence no Brasileirão desde 16 de outubro. Depois disso, foram quatro empates e cinco derrotas, sendo que o zagueiro Juninho, ao falhar na origem do gol adversário, foi determinante para o tropeço.

Ainda mais atrás, o Atlético-MG caiu para a 14ª posição com 42 pontos e ganhou pela última vez como visitante no torneio em 14 de julho - são sete empates e seis derrotas. E o último tropeço veio numa noite em que o goleiro Cleiton, mesmo sendo inseguro em alguns lances, fez várias defesas difíceis para a equipe, inferior ao adversário na maior parte do confronto e falhando ao apostar em contra-ataques diante de um adversário que valorizou o controle da posse de bola.

Os times voltarão a jogar no domingo (1), a partir das 18 horas, pela 36º rodada do Brasileirão. O Atlético-MG vai receber o Corinthians no Independência, enquanto o Bahia visitará o CSA no Rei Pelé.

O jogo

Com campanhas ruins no segundo turno do Brasileirão, algo que os tirou da briga pela classificação à Copa Libertadores de 2020, Bahia e Atlético-MG entraram em campo com formações bem ofensivas. O time da casa contava com quatro atacantes de origem - Élber, Artur, Lucca e Gilberto -, enquanto os visitantes só tinham Jair como único volante.

Quando a bola rolou, o Bahia prevaleceu, com o time sendo perigoso especialmente em jogadas aéreas, aproveitando os avanços e cruzamentos dos seus laterais, o que rendeu lances de perigo, como aos cinco minutos, quando um cabeceio de Gilberto acertou o travessão. O próprio centroavante também foi perigoso em um contra-ataque, parando em Cleiton. E em uma outra jogada, o goleiro e Réver se enrolaram, quase permitindo o gol do Bahia, que também era perigoso em avanços de Artur pela ponta direita.

Ainda que inferior, o Atlético-MG também conseguia criar alguns lances de perigo, deixando o jogo movimentado. Assim, Di Santo teve duas chances para marcar, embora a melhor oportunidade da equipe na etapa inicial tenha sido em um cabeceio de Patric, chegando na grande área como elemento surpresa.

Na etapa final, o cenário do jogo não se alterou muito, com o Bahia tendo mais iniciativa. Mas quem marcou foi o Atlético-MG. Aos oito minutos, Juninho errou a saída de bola, que foi roubada pelo equatoriano. Ele carregou até a área, deu um drible seco no marcador e finalizou no canto, fazendo 1 a 0. Foi o seu 40º gol pelo clube, sendo o quinto neste Brasileirão do equatoriano, que não marcava desde 10 de agosto e vinha tendo atuação apagada até colocar sua equipe em vantagem.

O gol poderia aumentar a pressão sobre o Bahia, que vem sendo bastante questionado pelo seu torcedor. Mas o time respondeu bem e logo empatou o duelo em Salvador. Aos 18 minutos, Sávio cruzou, Gregore desviou e Élber empurrou para a rede, aproveitando falha do sistema defensivo adversário e encerrando jejum de quase dois meses sem gols - o último havia sido em 30 de setembro.

A partir daí, o cenário de um duelo entre ataque e defesa se intensificou, com o Bahia pressionando o Atlético-MG. Em grande chance, Arthur Caíke levou Cleiton a fazer defesa difícil ao finalizar forte de fora da área. Aos poucos, o time visitante passou a prevalecer defensivamente, até ameaçou em uma tentativa de Marquinhos e sustentou o placar de 1 a 1 na Fonte Nova, garantindo a quarta igualdade consecutiva fora de casa.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-MG

BAHIA - Douglas Friederich; Nino Paraíba, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Élber (Fernandão); Artur, Lucca (Arthur Caíke) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair (Ramon Martinez), Otero, Luan (Vinicius), Cazares (Leonardo Silva) e Marquinhos; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Cazares, aos oito, Élber, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

CARTÕES AMARELOS - Flávio e Otero.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Fonte Nova, em Salvador (BA).


27 09 2020 regiao crz numero corona27 09 2020 regiao crz corona faixa etaria

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01