05 02 2019 esportes renato moicanoO confronto entre José Aldo e Renato Moicano no UFC Fortaleza, realizado no sábado (02), foi o mais esperado pelos fãs de MMA. No entanto, o evento principal foi encerrado aos 44 segundos do segundo round, quando o árbitro interrompeu a luta e decretou vitória do ‘campeão do povo’ por nocaute técnico.

Contrário a decisão de Jerin Valel, o brasiliense afirmou que o juiz se precipitou ao encerrar a luta.

Em um vídeo postado em suas redes sociais, Moicano explicou na em sua opinião havia vencido o primeiro assalto e voltou para o segundo round ‘mais ativo’, mas não conseguiu ver o golpe onde Aldo iniciou a sequência de ataques. Renato acredita que o árbitro parou um ‘pouquinho’ mais cedo a luta. Ao final da conversa, o lutador questiona o que os fãs acharam sobre o caso.

“Fala aí moçada, beleza? Estou aqui para falar que está tudo bem comigo, minha luta foi parada por nocaute técnico, mas na minha opinião o árbitro (Jerin Valel) parou um pouquinho cedo, mas tudo bem, vida que segue. Estou aqui ‘batendo um rango’ depois da luta. Estou fazendo esse vídeo para responder a todos. Está tudo ok (comigo), sem machucado, sem lesão, vamos para a próxima ok. Eu estava fazendo um bom combate, acho que ganhei o primeiro round, no segundo round voltei mais ativo. Não lembro do golpe, não consegui ver o golpe onde ele começou a dar aquela explosão, mas acredito que o juiz parou um pouquinho mais cedo (a luta), e vocês (seguidores), o que vocês acham?”, questionou Moicano.

Ao contrário da posição de Renato, seu empresário, Alex Davis afirmou que a interrupção do juiz no combate foi justa. “Moicano é meu atleta e amo ele. Mas ele não reagia e, para mim, o árbitro agiu correto naquela situação”, disse.


 

20 06 2021 regiao crz numero corona20 06 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01