04 06 2021 esportes brasil defende eliminatoriasA seleção brasileira vem dando as cartas nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, em 2022.

Ganhou seus quatro jogos com autoridade e é a única com 100% de aproveitamento. Nesta sexta-feira (04/06), às, 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre, os comandados de Tite defendem a campanha perfeita diante do perigoso Equador. Gabriel estreia como titular sob a direção do treinador.

Foram 199 dias de espera. Desde os 2 a 0 sobre o Uruguai, em novembro. O retorno da seleção brasileira aos gramados pode iniciar o ciclo de Neymar como armador e de Gabriel como camisa 9. O astro da seleção já vinha se destacando como "garçom" no Paris Saint-Germain e pode ser deslocado para a função, vindo com força de trás para servir Richarlyson e Gabriel. Lucas Paquetá seria o segundo armador.

A ideia de Tite é que o quarteto ofensivo se movimente bastante para não esbarrar na forte marcação dos equatorianos e, ao mesmo tempo, ceder contragolpes a um rival que fez 6 a 1 na Colômbia e 4 a 2 no Uruguai. A única derrota veio na estreia com apertado 1 a 0 para a Argentina.

O treinador usou até TV nos treinos na Granja Comary justamente para "ensinar" seus atacantes o que era preciso para furar o poderio defensivo. O embate no um contra um foi bastante ensaiado. Tite quer uma seleção ousada no ataque, sem medo de apostar na jogada individual.

Em alta no Flamengo e anotando muitos gols ao tirar do marcador e finalizar com velocidade, Gabriel é visto como o cara certo para tal postura escolhida. E chega num momento propício, pois está em alta no clube com seus 15 gols na temporada e a seleção vem se destacando ao anotar três gols por jogo na média.

Jogar contra defensores equatorianos não é novidade para Gabriel. Ele enfrentou a LDU pela Libertadores recentemente e fez dois gols em Quito. Já sabe, portanto, o caminho para brilhar em Porto Alegre e mostrar a Tite que pode se firmar na posição de centroavante. Ainda mais com Gabriel Jesus na reserva do Manchester City.

Apesar de o Equador vir bem na atual edição das Eliminatórias, ganhando três de seus quatro jogos, quando enfrenta o Brasil a história muda. São apenas duas vitórias em 32 confrontos, com 26 vitórias verde-amarela e quatro empates. O último confronto, por sinal, também foi em Porto Alegre e valendo vaga na Copa. Nas eliminatórias para 2018, vitórias por 2 a 0, já sob a batuta de Tite, mas na Arena do Grêmio. Os gols naquele dia foram de Philippe Coutinho e Paulinho, hoje fora das convocações. Alisson, Marquinhos, Casemiro e Neymar são os remanescentes.

Bem no confronto contra as grandes seleções, o Equador espera surpreender o Brasil como fez contra uruguaios e colombianos para seguir entre os melhores das Eliminatórias.

O técnico Gustavo Alfaro promete forte marcação e velocidade com Valencia e Estrada para somar pontos no Beira-Rio. O Equador está com nove na classificação.


 

20 06 2021 regiao crz numero corona20 06 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01