18 11 2020 esportes sao paulo flamengo duelamSão Paulo e Flamengo decidem nesta quarta-feira (18/11), às 21h30, uma das vagas nas semifinais da Copa do Brasil, em duelo que será realizado no Morumbi.

É a disputa mais difícil e talvez a mais indefinida. Por ter vencido o confronto de ida por 2 a 1 semana passada, no Maracanã, a equipe tricolor pode até empatar para avançar na competição. Vitória dos cariocas por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. Não há o critério de gol qualificado, marcado fora de casa, como critério de desempate.

O São Paulo chega embalado. Além da vantagem obtida no Rio, o time está bem no Campeonato Brasileiro. É a equipe com melhor aproveitamento dos pontos disputados na competição, com 66,7%. No fim de semana, por exemplo, o técnico Fernando Diniz poupou alguns titulares e o time derrotou o Fortaleza por 3 a 2, no Castelão.

Outro fator que empolga é o retrospecto do São Paulo contra Rogério Ceni, ídolo do clube e hoje treinador do Flamengo. Foram seis encontros entre eles como adversários, e o técnico nunca saiu vitorioso: foram quatro triunfos do São Paulo e dois empates. Nos cinco primeiros duelos, Ceni ainda comandava o Fortaleza. O último ocorreu na semana passada, que marcou a estreia do treinador no comando do Flamengo.

O São Paulo também tem retrospecto positivo após vencer o jogo de ida em confronto eliminatório. A equipe só foi eliminada três vezes quando já tinha a vantagem carregada da primeira partida. A última ocorreu na terceira fase da Copa do Brasil de 2014, quando venceu o Bragantino por 2 a 1 no jogo de ida, mas depois perdeu por 3 a 1 no Morumbi. As outras vezes foram contra o Cruzeiro na Copa Ouro de 1995 e diante do Vasco no Torneio Rio-São Paulo de 1999. Foram 31 classificações depois de ter vencido na ida.

Autor dos dois gols no Rio e artilheiro do São Paulo na temporada, Brenner valorizou a vantagem. "Sabemos que qualquer vitória sobre o Flamengo é uma grande vantagem, pela grande equipe que é. Mas não tem nada ganho. Temos de manter o ritmo e corrigir os erros para sair com a classificação".

Para o jogo desta quarta-feira, Fernando Diniz deve repetir a escalação que iniciou o duelo no Maracanã. O São Paulo não teve novos desfalques por lesão ou contágio do novo coronavírus, ao contrário do Flamengo, que viajou à capital paulista com muitas baixas. Diniz ainda terá o reforço de Tchê Tchê, que se recuperou de covid-19. A tendência é que Juanfran seja mantido como titular na lateral direita.

No Flamengo, Ceni terá de quebrar a cabeça para escalar a equipe. A lista de desfalques ficou maior com a confirmação de lesão no joelho do volante Thiago Maia e com a baixa de Gabigol, com dores musculares na coxa direita. Além deles, Ceni não poderá contar com o atacante Pedro, o lateral-esquerdo Filipe Luís e o zagueiro Rodrigo Caio, que se recuperam de lesão. O meia Diego está em recondicionamento físico. Everton Ribeiro e o lateral-direito chileno Isla estavam ontem com suas respectivas seleções para os jogos das Eliminatórias e ainda são dúvidas.

Apesar da desvantagem e dos desfalques, Ceni acredita na classificação. "Tem mais 90 minutos e é um gol de diferença. É uma pena termos alguns jogadores lesionados e outros na seleção. Vamos fazer o melhor para construir um time".

Ceni chegou ao clube na semana passada, após a demissão do espanhol Domènec Torrent. A ideia do treinador é fazer o Flamengo jogar da mesma maneira de 2019, quando conquistou o Brasileirão e a Libertadores sob o comando do português Jorge Jesus. Os desfalques, porém, têm atrapalhado nestes primeiros jogos. Sem Gabigol e Pedro, a tendência é de que o Flamengo tenha um ataque formado por Vitinho, Bruno Henrique e Michael.

Neste cenário, o Flamengo busca superar a desvantagem do jogo de ida e os desfalques para dar tranquilidade a Ceni. O São Paulo quer confirmar a vaga para brigar pelo título inédito da Copa do Brasil e continuar em paz com a torcida.


26 11 2020 regiao crz numero corona

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01