18 11 2020 esportes brasil vence uruguaiEm seu primeiro grande teste na disputa por uma vaga na Copa do Mundo de 2022, a seleção brasileira mostrou força ao vencer o Uruguai por 2 a 0, no Estádio Centenário, em Montevidéu. A equipe de Tite segue como a única com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Sul-Americanas, com quatro vitórias.

A competição será retomada no fim de março de 2021, quando o Brasil terá pela frente mais dois grandes desafios: confrontos com Colômbia e Argentina.

Após vencer três seleções mais fracas - Venezuela, Peru e Bolívia -, o Brasil foi a Montevidéu para provar sua força no continente. Com desfalques importantes, incluindo as principais estrelas Neymar e Philippe Coutinho, o time marcou dois gols no primeiro tempo e teve tranquilidade na etapa final para segurar o resultado positivo.

A partida começou elétrica. Logo aos dois minutos, Gabriel Jesus recebeu pela direita, chutou cruzado e viu Campaña fazer grande defesa. O Uruguai respondeu rapidamente: aos quatro, Darwin Núñez tabelou com De La Cruz e mandou uma bomba que explodiu no travessão. A seleção celeste não tinha seu principal artilheiro, Luis Suárez, infectado pelo coronavírus.

O jogo perdeu intensidade com o passar do tempo, e o Brasil quase não conseguia criar. O Uruguai era melhor em campo, mas também pouco assustava. Até que, aos 33, Arthur chutou de fora da área, a bola desviou e entrou. A jogada nasceu pelo lado direito com Éverton Ribeiro, que herdou a camisa 10 de Neymar e foi um dos destaques brasileiros nestes dois duelos de novembro pelas Eliminatórias.

Outro jogador que se destacou foi Renan Lodi, que assumiu a lateral esquerda da seleção aos 22 anos e faz ótimo início de Eliminatórias. O defensor do Atlético de Madrid recebeu escanteio curto e cruzou na medida para Richarlison ampliar, aos 44. Ainda antes do intervalo, o Uruguai acertou novamente o travessão de Ederson, em cabeceio de Godín.

O resultado obtido no primeiro tempo deu tranquilidade para a seleção na etapa final. Mais do que isso, Tite percebeu que o esquema 4-4-2 funcionou melhor do que o 4-1-4-1. Foi a partir da troca de posicionamento dos jogadores que o Brasil construiu a vitória. Jesus saiu da ponta para encostar em Firmino como centroavante, e Éverton Ribeiro ficou mais fixo pela direita.

O segundo tempo foi mais "arrastado", sem grandes chances. A vida da seleção brasileira ficou mais fácil a partir dos 26 minutos, quando Cavani foi expulso. O atacante uruguaio pisou no tornozelo de Richarlison e recebeu o cartão vermelho após o árbitro revisar o lance no monitor - ele havia aplicado apenas com o amarelo.

O Uruguai até chegou a balançar a rede brasileira logo depois da expulsão, com Cáceres, após cobrança de escanteio e bate-rebate na área. O lance, porém, foi anulado por impedimento. Os jogadores uruguaios pressionaram o juiz em campo, mas o árbitro de vídeo confirmou a posição irregular.

O Brasil, por sua vez, passou a tentar explorar os contra-ataques. Tite demonstrou estar satisfeito e não mexeu na equipe. Apensa Everton Cebolinha entrou pouco antes da expulsão de Cavani. Após o Brasil ficar com um jogador a mais, o treinador só realizou outra substituição nos minutos finais.

A seleção brasileira encerrou bem a participação em jogos oficiais em 2020. Além de manter os 100% de aproveitamento, a equipe ganhou opções para as próximas partidas e viu Renan Lodi se consolidar. Éverton Ribeiro mostrou que pode ser boa opção até mesmo entre os titulares e Arthur retornou ao meio de campo e fez seu primeiro gol pela equipe.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI 0 X 2 BRASIL

URUGUAI - Campaña; Cáceres, Giménez, Godín e Oliveros; Nández, Torreira (Arambarri), Betancur (Brian Rodríguez) e De La Cruz (Jonathan Rodríguez); Núñez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

BRASIL - Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Douglas Luiz (Bruno Guimarães), Arthur e Éverton Ribeiro (Lucas Paquetá); Gabriel Jesus, Richarlison (Everton) e Firmino. Técnico: Tite.

GOLS - Arthur, aos 33, e Richarlison, aos 44 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Roberto Tobar (Chile).

CARTÕES AMARELOS - Douglas Luiz, Giménez, Richarlison, Nández e Cáceres.

CARTÃO VERMELHO - Cavani.

LOCAL - Estádio Centenário, em Montevidéu.


25 01 2021 regiao crz numero corona25 01 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01