17 08 2019 regiao sjc kc 390O cargueiro multimissão KC-390, maior avião feito pela Embraer, pode se tornar o mais importante projeto para impulsionar a Embraer após a venda da Aviação Comercial, ao lado dos novos jatos executivos Praetor 500 e 600, estrelas em ascensão.

O projeto do KC-390 surgiu há mais de 10 anos nas pranchetas dos engenheiros da Embraer e pretendia suprir a demanda da FAB (Força Aérea Brasileira) por uma aeronave que transportasse tropa, veículos e que fosse capaz de executar diferentes missões.

No início a Embraer cogitou usar a mesma plataforma do E190, mas optou por um projeto totalmente novo e inovador, que substituirá a frota da FAB de C-130 Hércules.

A Força Aérea encomendou 28 unidades do KC-390, num contrato de R$ 7,2 bilhões. Os aviões serão entregues até 2024.

Entrega

A FAB confirmou nesta sexta-feira (16/08) que o primeiro KC-390 será entregue em solenidade no dia 4 de setembro, na Base Aérea de Anápolis, em Goiás.

O governo de Portugal já encomendou cinco unidades do cargueiro, tornando-se o primeiro cliente de exportação do novo avião.

O contrato significa a entrada da aeronave em operação na Europa e num país da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que possui 29 países membros. A venda para Portugal deve abrir importante mercado para o avião da Embraer.

Além disso, a Embraer formará uma joint venture com a Boeing para impulsionar as vendas do KC-390 nos mercados em que a companhia norte-americana atua.

"É do interesse da Embraer e da FAB que a Boeing nos ajude a vender o avião fora do Brasil, e acreditamos que eles podem alavancar as vendas do KC-390, com mais empregos no Brasil e resultado para a Embraer", disse Daniel Moczydlower, vice-presidente de Engenharia e Tecnologia da Embraer.

Com Gripen, Embraer será receptora de tecnologia e mira exportação do caça

O projeto do caça supersônico Gripen, comprado pela FAB da fabricante sueca Saab, conta com transferência de tecnologia para empresas brasileiras, sendo a principal delas a Embraer.

Como se trata de um programa estratégico da área de defesa nacional, o Gripen não fará parte da transação comercial entre Boeing e Embraer, permanecendo um projeto exclusivo da fabricante brasileira com a companhia sueca.

O avião será finalizado e montado na unidade de Gavião Peixoto da Embraer, que pode se tornar um polo para exportação da nova aeronave.

"Embraer é o principal parceiro nacional [da Saab], o receptor da tecnologia e que fará a montagem dos aviões em Gavião Peixoto", diz Daniel Moczydlower, da Embraer.


20 01 2021 regiao crz numero corona20 01 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01