30 07 2019 regiao cinturao eletronicoPromessa desde a gestão de Geraldo Alckmin, a ampliação de um cinturão eletrônico com câmeras nas rodovias estaduais deve sair do papel no início de 2021, segundo o governador João Doria (PSDB).

O anúncio, realizado pelo governador em São José dos Campos no último sábado (27/07), é de que as câmeras que serão implantadas contarão com monitoramento do novo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar), também previsto para ser entregue no fim do próximo ano.

A operação do cinturão de câmeras deve ocorrer a partir de janeiro de 2021.

"As concessionárias do Estado já foram orientadas para nas renovações de seus contratos, e até independentemente de renovações, que até dezembro de 2020 todas as entradas e saídas de rodovias estaduais sejam monitoradas por câmeras", disse o governador.

Segundo ele, a instalação do cinturão eletrônico também é discutida junto ao governo Jair Bolsonaro (PSL), para que se chegue nas rodovias federais, como é o caso da Via Dutra.

"Vamos gerenciar, evidentemente, com o governo federal. Tenho certeza que serão conscientemente positivos (...) Estou seguro de que o ministro [de Infraestrutura] Tarcísio Gomes de Freitas vai nos atender nesta demanda", disse Doria.

Memória

A ampliação do sistema, que hoje atua em Campos do Jordão, Caraguatatuba, São José e Taubaté, foi prometida inicialmente para o segundo semestre de 2017, quando 200 unidades complementariam o monitoramento. À época, a previsão total era a da instalação de 2.900 câmeras com um investimento avaliado em aproximadamente R$ 50 milhões.

A instalação deve ser da unidade OCR, equipamento que é capaz de identificar a placa dos veículos que acessarem as estradas da região. Segundo Doria, as concessionárias também devem ficar responsáveis pela instalação de iluminação de LED nas rodovias.

Em cinco anos, Detecta já prendeu 13 mil pessoas e apreendeu mais de 500 armas

Em nota, o governo do Estado deu detalhes e número do sistema Detecta, considerado "o maior big data de dados de informações policiais da América Latina" e "um dos maiores do mundo". De 2014 até agora, o sistema foi responsável pela prisão de 13.137 pessoas, 8.301 veículos interceptados e 586 armas aprendidas.

"O sistema já conta com 6.836 leitores automáticos de placas em pelo menos 3.045 pontos de todo o Estado de São Paulo. Na região do Vale do Paraíba, o sistema colaborou para a redução de 3,29% nos índices de roubo de veículo e 4,33% nos furtos, na comparação entre o 1° semestre deste ano com o mesmo período do ano passado", diz a nota enviada pelo governo estadual à redação.


21 10 2020 regiao crz numero corona21 10 2020 regiao crz corona faixa etaria

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01