08 01 2021 regiao alta cesta básicaO preço da cesta básica no Vale do Paraíba fechou o ano de 2020 com alta de 18,54% em relação ao ano anterior, de acordo com o levantamento do Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nupes) da Universidade de Taubaté (Unitau).

Alta registrada é a maior desde 2002, quando apresentou um aumento de 23,35%.

Em comparativo com 2019, a porcentagem representa na prática uma alta de R$ 316,74. O valor médio total da cesta, que leva em conta 44 produtos entre alimentos e itens de limpeza, é de R$ 2.024,70.

De acordo com o Nupes, os principais produtos que puxaram a alta no valor da cesta básica foram: óleo de soja (112,84%), batata (73,38%), arroz (73,63%), cenoura (59,24%), bisteca de porco (50,27%).

Variação em dezembro

O balanço mensal também apresentou alta no recorte de dezembro. Comparado a novembro, quando havia sido registrada até então a maior alta do ano, o valor da cesta apresentou crescimento de 3,61%.

De acordo com o Nupes, a cesta básica em dezembro ficou R$ 70,61 mais cara na região, com preço médio de R$ 2.024,70.

Os produtos que puxaram a alta no preço da cesta básica foram:

Couve: 18,46%

Batata: 13,66%

Ovo: 11,43%

A alta desses produtos se dá por conta da inflação e do alto volume de chuva que atrapalha a plantação e colheita, como no caso da batata.

Em contrapartida, houve queda no valor dos seguintes itens:

Tomate: - 17,51%

Abobrinha: - 7,13%

Farinha de mandioca: - 1,60%

De acordo com o Nupes, as condições climáticas favoreceram a produção de alguns produtos como tomate e abobrinha.

Os grandes vilões na alta do valor da cesta básica no ano de 2020 foram os itens como óleo de soja, arroz, feijão, carnes e papel higiênico.


25 01 2021 regiao crz numero corona25 01 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01