hospitais 01 1200 628pxA tendência de aceleração da pandemia do coronavírus se confirma e dezembro se torna o mês com a maior quantidade de casos confirmados de Covid-19 no Vale do Paraíba, em toda a pandemia.

Com 15.836 contaminados até a tarde de quinta-feira (31/12), com apenas 12 das 39 cidades divulgando dados da pandemia, o último mês do ano superou agosto, até então o pico da doença no Vale, com 15.468 casos confirmados.

A média de casos diários de Covid-19 em dezembro chegou a 511, acima da média de 499 de agosto e superior a dos outros meses de pico, como setembro (426) e julho (362).

O número de mortes em dezembro (196 óbitos) só é menor do que os três piores meses da pandemia antes deste final de ano: agosto (418 mortes), julho (336) e setembro (259).

Com o recorde de casos de dezembro, a região se aproxima de ultrapassar a barreira de 80 mil diagnósticos positivos para a Covid-19, com 76.097 casos até quinta-feira. O número de mortes chegou a 1.679, com 41 óbitos desde a última segunda (28/12).

Mantida a média de dezembro, a região poderá superar os 80 mil casos na primeira quinzena de janeiro.

Isso se a doença não acelerar ainda mais em razão das aglomerações de final do ano, que devem aumentar a quantidade de internações, casos confirmados e mortes em decorrência do coronavírus.

De acordo com a Fundação Seade, o Vale registrou 99 novas internações nesta quinta, maior quantidade desde 23 de dezembro, quando foram 105 internados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) subiu para 55,7% e segue em crescimento desde outubro, quando havia caído parta 33%. Se continuar a aumentar, a região poderá recuar para a fase mais restritiva do Plano SP. A classificação será feita em 7 de janeiro.


03 03 2021 regiao crz numero corona03 03 2021 regiao crz numero corona

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01