20 03 2019 regiao taubate cpi medicosA Câmara de Taubaté aprovou nessa terça-feira, por unanimidade, a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar os atrasos nos pagamentos dos salários de médicos que prestam serviço para a Essencial Medicina Integrada, terceirizada que atua nas unidades de urgência e emergência da rede municipal.

Proposto pela vereadora Gorete Toledo (DEM), o pedido de criação da CPI foi assinado por outros sete vereadores - Diego Fonseca (PSDB), Douglas Carbonne (PCdoB), Jessé Silva (SD), Dentinho (PV), Nunes Coelho (PRB), Bobi (PV) e Vivi da Rádio (PSC) -, todos da base aliada ao prefeito Ortiz Junior (PSDB).

O requerimento diz que o atraso salarial "vem comprometendo a qualidade de serviços prestados à população".

Autora do pedido, Gorete será a presidente da comissão. Posteriormente, um ato da presidência irá definir os demais integrantes e o prazo para entrega do relatório final.

Blindagem

A criação dessa comissão tem como objetivo manter a blindagem feita ao governo Ortiz na Câmara.

Pela legislação municipal, apenas três CPIs podem funcionar simultaneamente. Essa comissão substituirá a das Enchentes, extinta na semana passada após perder o prazo.

As outras duas CPIs em funcionamento são a do Transporte, criada em março de 2018, e a da Sabesp, aberta esse mês para substituir a da Unitau (Universidade de Taubaté). Assim como a CPI da Sabesp no caso da 'água suja', a comissão da Essencial não irá investigar um problema novo. As reclamações de atraso nos salários são recorrentes ao menos desde 2017. A empresa alega que a prefeitura não faz os repasses nos dias estabelecidos.


17 06 2021 regiao crz numero corona17 06 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01