23 05 2019 brasil motorista indenizacaoUm motorista de Cachoeiro de Itapemirim processou uma rede de laboratórios depois que a empresa entregou dois resultados de exames que indicavam a presença de cocaína em seu sangue. O homem, todavia, nunca fez uso da droga. A empresa foi condenada a indenizá-lo em R$ 5 mil por danos morais.

De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJES), o homem foi até uma unidade da empresa para realizar um exame toxicológico, que é exigido para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Porém, quando consultou o resultado, ele verificou que havia sido detectada a presença de cocaína e benzoilecgonina em seu organismo, substâncias das quais nunca fez uso. Diante disso, solicitou um novo exame, que deu o mesmo resultado.

Ainda segundo o site do TJES, o motorista ficou inconformado com a situação e se dirigiu a outra rede de laboratórios para fazer o mesmo exame que, desta vez, apresentou negativo para todas as substâncias. 

Segundo o magistrado, ficou comprovada a falha na prestação de serviço por parte da empresa. Sendo condenada a pagar indenização por danos morais à vítima. A rede de laboratórios acusada não apresentou sua versão sobre o ocorrido.


13 04 2021 regiao crz vacinometro13 04 2021 regiao crz numero corona13 04 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01