21 05 2019 brasil previdencia debate bpcOs deputados que integram a comissão especial da reforma da Previdência voltam a se reunir nesta terça-feira (21) para debater alguns pontos da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que propõe mudanças no sistema de aposentadorias.

No encontro desta terça, marcado para ter início às 14h30, estão previstos os debates sobre o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e o abono salarial. O governo estima que as alterações sejam responsáveis pela economia de R$ 182 bilhões em dez anos.

Se for aprovada integralmente, a proposta enviada ao Congresso prevê que idosos de baixa renda recebam R$ 400 de benefício a partir dos 60 anos e só ganharão um salário mínimo a partir dos 70 anos.

Atualmente, o BPC é pago no valor de um salário mínimo, a partir dos 65 anos para pessoas que comprovam situação de miséria, com renda de até um quarto do salário mínimo.

Já confirmaram presença na reunião desta terça-feira o assessor especial da Presidência da República, Arthur Bragança de Vasconcelos Weintraub, a pesquisadora no IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) Luciana de Barros Jaccoud e o professor do Instituto de Economia da Unicamp (Universidade de Campinas) Pedro Rossi.

Próximos dias

A comissão especial volta a se reunir nos próximos dias para debater outros temas polêmicos da proposta apresentada pelo governo.

Na quarta-feira (22), a comissão planeja debater a aposentadoria dos trabalhadores rurais. Para o secretário especial de Previdência, Rogério Marinho, o tema é um dos que podem ser suprimidos do texto, caso seja de interesse da maioria dos parlamentares.

Já no dia seguinte, com os trabalhos marcados para começar durante a manhã, a reunião deve ser focada na discussão das categorias com critérios diferenciados de aposentadoria.

Com informações do Portal R7. 


03 03 2021 regiao crz numero corona03 03 2021 regiao crz numero corona

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01