30 12 2020 brasil anvisa vacina russaNa última terça-feira (29/12), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu um pedido de autorização de pesquisa clínica em fase 3 para a vacina russa Sputnik V.

O imunizante já começou a ser aplicado na população da Argentina.

A solicitação foi apresentada pelo laboratório União Química. Com o pedido, a agência reguladora brasileira tem até 72 horas para analisar o protocolo de pesquisa.

A solicitação se refere à realização de pesquisa clínica com seres humanos. A autorização da Anvisa é obrigatória para pesquisas que tenham como foco o futuro registro de uma vacina ou medicamento.

As informações como o número de voluntários e locais em que a vacina Sputnik V será testada estão nos documentos apresentados à Anvisa e serão analisadas pelos técnicos do órgão regulador.

A vacina Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, ligado ao governo russo, e financiada pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). As autoridades da Rússia garantem, com base nos dados do resultado de 20 voluntários na terceira fase de testes, que a vacina tem 92% de eficácia. 

Com informações do Portal R7!


23 02 2021 regiao crz vacinometro23 02 2021 regiao crz numero corona23 02 2021 regiao crz corona faixa etaria

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01