08 12 2020 brasil tribunal indevidosDe acordo com cálculos do Tribunal de Contas da União (TCU), cerca de 7 milhões de cidadãos que receberam o auxílio emergencial não faziam parte do público-alvo do programa de ajuda.

Os dados foram divulgados na segunda-feira (07/12) durante uma audiência pública remota da comissão mista para a avaliação das ações do Poder Executivo no combate à pandemia do novo coronavírus.

O Tribunal afirmou que 3,7 milhões, equivalente a 5,5% do total de beneficiários, já foram cancelados gerando uma economia de R$ 8,8 bilhões.

O coordenador-geral de Controle Externo de Políticas Públicas da Secretaria-Geral de Controle Externo do TCU, Junnius Marques Arifa, explicou: 'Foram identificados muitos pagamentos indevidos e foram emitidos mais de dez relatórios relacionados ao auxílio emergencial, além de  mais 30 propostas de aprimoramento", disse.

Para o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), “quando o TCU chega para apurar e descobre tudo, já não tem mais jeito”.

"Eu sempre defendi uma fiscalização concomitante à execução. Não podemos mais liberar grandes recursos para determinados projetos e só deixar para verificar depois. Liberamos muito, e percebemos agora que o TCU tem uma série de críticas à execução", disse.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) quis saber quais as medidas que o TCU tomou para que os valores pagos fossem devolvidos de forma segura.

O secretário de Controle da Gestão Tributária, Previdência e Assistência Social do órgão, Tiago Alves de Gouveia Lins Dutra, respondeu que é competência do Tribunal a sugestão de um "mecanismo simplificado de devolução de valores".

"O Ministério da Cidadania criou um site, e mais de 200 mil pessoas já devolveram. É muito pouco perto daquilo que foi detectado como pagamento indevido. Algo próximo de 5%, acredito que não passa de R$ 1 bilhão", admitiu, fazendo a ressalva de que é ao menos parte da recuperação do dinheiro.

Com informações do Portal R7


03 03 2021 regiao crz numero corona03 03 2021 regiao crz numero corona

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01