01 12 2020 brasil fabrica coronavac anvisaNa segunda-feira (30/11), técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) iniciaram uma inspeção na fábrica da vacina Coronavac, produzida pela empresa Sinovac Life Science, em Pequim, na China. A previsão é de que os técnicos fiquem no local até a próxima sexta-feira (04/12).

A visita dos profissionais tem como objetivo a verificação de boas práticas no que diz respeito à fabricação do imunizante, que é umaa das escolhidas para ser utilizada no Brasil.

No primeiro dia de trabalho, os profissionais da agência verificaram o Sistema de Gestão da Qualidade Farmacêutica da Sinovac, como Gerenciamento de Risco, Gerenciamento de Documentos e Plano Mestre de Validação.

De acordo com a Anvisa, um dos propósitos iniciais foi a checagem de matéria-prima para a fabricação do imunizante. "Além disso, foram verificados os requisitos técnicos dos bancos sementes e celulares (partículas virais e células hospedeiras utilizadas na fabricação da vacina), bem como outra parte da equipe dedicou-se à verificação dos requisitos técnicos aplicáveis aos procedimentos de amostragem de matérias-primas, qualificação de fornecedores, sistema de numeração de lotes e qualificação de transporte", explicou a agência.

No Brasil, a Sinovac assinou um acordo com o Instituto Butantan, em São Paulo, para comercialização e produção local da CoronaVac. O Brasil já possui as primeiras doses da vacina, mas o governo de São Paulo espera a autorização da Anvisa para realizar a aplicação na população.

Os testes da Coronavac têm sido realizados em brasileiros desde o mês de julho. Aproximadamente 13 mil pessoas devem participar dos testes até o final da fase 3.

Com informações do Portal R7


03 03 2021 regiao crz numero corona03 03 2021 regiao crz numero corona

villa tita

an paulo bento

an luiz octavio

cartilha detran servicos digitais final at Página 01