bn luiz octavio mega feirao nov 2019   bn pref crz 24 09 2019   an pao quente 01

27 11 2019 policia taubate idossaA Polícia Civil investiga a ação de estelionatários que aplicam golpes em aposentados em Taubaté (SP). Segundo investigação, eles se passaram por funcionários de um banco e em um dos casos levaram R$ 12 mil de uma servidora aposentada. A vítima, que é servidora aposentada, contou que recebeu a ligação de uma mulher que se passou por uma funcionária do banco onde ela tem conta.

"Recebi um telefonema perguntando se eu tinha feito compra em estabelecimentos. Eu falei que não e ela falou que então tinham clonado o meu cartão", disse Néia de Souza.

Na ligação, a golpista perguntou se a vítima tinha uma tesoura e orientou que ela cortasse o cartão ao meio. A vítima cortou o cartão ao meio e, convencida pela golpista, passou os dados pessoais e a senha do cartão de crédito dela.

Uma hora depois da ligação, um homem que também se passou por funcionário do banco foi até a casa dela e pegou o cartão que ela havia cortado. De acordo com a polícia, eles utilizaram a parte que não foi danificada, onde fica o chip, para aplicar o golpe.

Em nota a Caixa Econômica Federal informou que não recolhe cartões e que não vai até casas de clientes oferecendo esse tipo de serviço. Se o cliente cair em algum golpe, ou suspeita de um, o banco disponibiliza atendimento pelo telefone 0800 512 6677 ou no site.

Investigação

Segundo a Polícia Civil, existem outros registros desse mesmo golpe na delegacia seccional da cidade, que são investigados a partir de dados fornecidos pelo banco e por empresas de telefonia móvel. A orientação da polícia é nunca fornecer dados bancários por telefone.

"Não se deve nunca entregar nada a ninguém, a não ser no banco, e muito menos passar senha ou dados pessoais por telefone. A pessoa tem que se prevenir para não cair nesses golpes", disse o delegado José Antônio de Paiva.


an byomed