bn CMCjul 2019        an luiz octavio        bn pref crz ago 2019

 

12 0 2019 policia ciclista dutraO ciclista que morreu ao cair em uma ribanceira na Dutra seguia com um amigo em romaria até Aparecida (SP). Os dois caíram embaixo de uma ponte na altura do Km 123, em Caçapava, na manhã de domingo (11/08).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o amigo da vítima fatal foi quem acionou o socorro após a queda da dupla em um riacho. O jovem de 23 anos morreu no local e o outro ciclista de 24 anos foi socorrido e levado ao Hospital Regional de Taubaté.

Os ciclistas saíram de Caçapava e pedalavam pelo acostamento no sentido contrário da pista sentido São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 6h.

O local em que a vítima caiu fica na cabeceira de uma ponte em um trecho onde termina a pista do acostamento. Como ainda estava escuro, eles não perceberam o fim da pista e não conseguiram frear a tempo.

"Neste local, na contramão, não há defensa metálica nem barreira de concreto. Por este motivo eles não viram e acabaram caindo dentro do rio praticamente. O que estava na frente estava tão rápido que pulou o rio e caiu no barranco do outro lado", afirmou Luciano Morais Aquino, inspetor da Polícia Rodoviária Federal.

O resgate foi acionado, mas o jovem de 23 anos morreu no local. A segunda vítima foi levada para o Hospital Regional de Taubaté e, segundo a unidade médica, o estado de saúde era estável.

Andar de bicicleta na rodovia não é proibido, mas a PRF orienta que pedestres e ciclistas evitem trafegar pela Dutra.

"A gente tem percebido que tem aumentado muito o número de ciclistas e até mesmo romeiros na rodovia. A orientação que a PRF dá é para que não façam, evitem ao máximo utilizar o acostamento, que é local de emergência para veículos", disse Aquino.


an pao quente 02

an byomed