an luiz octavio        an pref crz jan 2020

06 12 2019 regiao vala perde bilhoes china argentinaDe janeiro a novembro deste ano, o Vale do Paraíba perdeu US$ 1,72 bilhão em exportações para China e Argentina, valor superior à exportação da região para 14 países, entre eles França, Alemanha e México. De acordo com dados do Ministério da Economia, a região soma US$ 2,64 bilhões exportados para China e Argentina nos 11 meses deste ano.

Em igual período do ano passado, foram US$ 4,37 bilhões. A queda é de 40%.

A retração pesou na balança comercial da região em razão de China e Argentina serem, ao lado dos Estados Unidos, as nações que mais importam produtos feitos no Vale.

Com isso, a exportação geral da região caiu 11% em 2019: US$ 9,47 bilhões contra US$ 10,6 bilhões.

A participação dos dois países no total exportado pelas empresas do Vale recuou de 41% no ano passado, de janeiro a novembro, para 28% neste ano, no mesmo período.

A desaceleração foi causada principalmente pela China, país que liderou a compra de produtos do Vale durante todo o ano passado, ultrapassando os Estados Unidos, mas que acumula sucessivas quedas desde janeiro deste ano.

O Vale exportou 41% a menos para os chineses em 2019, em 11 meses, comparado ao volume de 2019. Trata-se da maior queda do ano. O valor caiu de US$ 3,45 bilhões para US$ 2,03 bilhões, ou seja, US$ 1,41 bilhão deixou de ser vendido para a China nesse período.

Maiores compradores de aviões do Vale, Estados Unidos importam 24% a mais

Na contramão de China e Argentina, os Estados Unidos compraram US$ 618,6 milhões a mais do Vale do Paraíba em 2019 comparado ao ano passado: US$ 3,18 bilhões ante US$ 2,56 bilhões, alta de 24%. Os americanos cresceram 10 pontos percentuais na participação total das exportações do Vale de janeiro a novembro, passando de 24% para 34%.


an pao quente 01

an byomed