bn camara 05 2020

09 12 2019 geral dor costasEntre 65% e 80% da população mundial sofrem com dor nas costas. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), essa é a causa mais comum de consultas médicas, perdendo apenas para o resfriado.  Ari Halpern, coordenador da Comissão Científica da SBR em Coluna Vertebral, diz que as dores podem atingir indivíduos em qualquer idade (inclusive crianças), mas são recorrentes em idosos.

Ele cita alguns exemplos de quando a dor nas costas requer atendimento médico: “se um idoso começa a ter uma dor nova de repente, se for acompanhada de perda de peso e febre, se ocorrer durante a noite e melhorar durante o dia. Pessoas que tiveram diagnóstico de câncer nos últimos cinco anos e com o sistema imunológico em baixa também devem ficar atentas”.

Essas são situações em que a dor nas costas pode ser sintoma de uma doença reumática crônica. Uma delas é a espondilite anquilosante, uma doença inflamatória e autoimune causada por fatores genéticos e externos.

Segundo ele, é mais comum que os sintomas apareçam por volta dos 20 anos de idade, mas não é raro que se manifestem em pessoas mais velhas: “a dor começa pelas articulações da coluna, mas também pode afetar outros órgãos, a pele e os olhos. Caso não haja tratamento, a espondilite pode causar a perda o movimento das articulações e deformidades”, alerta. 

O tratamento é feito com remédios específicos, de acordo com recomendação médica. O reumatologista também destaca a estenose do canal lombar, uma doença degenerativa que atinge idosos. “Eles sentem dores somente na hora de andar, então ficam com a capacidade de locomoção diária limitada”.

O médico alerta que sentir dor nas costas não é algo normal, mesmo no caso de idosos. “Tem gente que acha que a dor e o fato de não conseguir andar faz parte da idade. Mas não, são patologias da coluna que precisam ser tratadas”, ressalta.

Os casos de dores musculares, entretanto, podem ser prevenidos com a prática de atividades físicas, atenção com a postura e hábitos que evitem a obesidade. “Ela causa uma sobrecarga na coluna. É como carregar uma mochila na barriga”, compara o médico.

Com informações do Portal R7


an pref 07 05 2020

impacto 94 completo Página 8

an luiz octavio