bn camara 05 2020

28 06 2019 geral exame leituraO Ministério da Educação divulgou na quinta-feira (27/06) que a partir de 2020, alunos do 4º ano vão passar a ter a capacidade de leitura e compreensão de textos avaliadas por um exame internacional, o PIRLS (Progress in International Reading Literacy Study). 

De acordo com as informações do órgão, a novidade será realizada por amostragem em larga escala em escolas públicas e privadas, através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o mesmo que é responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O que é PIRLS? 

O PIRLS é realizado a cada cinco anos pela IEA (International Association for the Evaluation of Educational Achievement), cooperativa internacional de instituições nacionais de pesquisa, acadêmicos e analistas que trabalham para avaliar, entender e melhorar a educação em todo o mundo. O Brasil faz parte da IEA, mas não estava entre os países que aplicam o PIRLS.

O secretário de Alfabetização da Pasta, Carlos Nadalim, acredita que os resultados permitirão uma comparação com outros 50 países que aplicam o exame, como Inglaterra, França, Estados Unidos, Suécia e Portugal. “Os estudos comparativos de sistemas educacionais em todo o mundo permitem uma melhor compreensão das políticas e práticas que promovem o progresso educacional e desempenham um papel crítico para ajudar as nações a construir seu próprio conhecimento e capacidade de pesquisa”.

Analfabetismo 

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Educação 2018 (Pnad Educação), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no último dia 19 de junho, mostra que o analfabetismo no Brasil caiu de 7,2% para 6,8% entre 2016 e 2018. 

De acordo com o levantamento, o analfabetismo no Brasil está diretamente associado à idade. Quanto mais velho o grupo populacional, maior a proporção de analfabetos.


an pref 07 05 2020

impacto 94 completo Página 8

an luiz octavio