an luiz octavio        an pref crz jan 2020

 

03 03 2020 esportes volei taubate salarios atletasO Vôlei Taubaté segue em segundo lugar na Superliga Nacional masculina, mesmo com a derrota fora de casa para o Minas no sábado (29/02). Mas o que continua preocupando os atuais campeões é a questão financeira, já que os salários dos jogadores estão atrasados.

O time da região é bancado com 30% de verba da prefeitura e 70% de patrocinadores. Antes do carnaval, o prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), deu entrevista ao canal Vôlei Brasil, da TV NSports, reconhecendo o problema financeiro. "Não há um problema de falta de patrocínio. Há um problema de fluxo de caixa. Isso deve se resolver até junho. A gente deve pagar as remunerações de todos eles. Embora é importante esclarecer: 70% do elenco está em dia. A gente só tem 30% de remunerações atrasadas. Não é um problema de falta de patrocínio e sim de liquidez", afirmou o prefeito.

Na última quinta, o técnico Renan chegou a confirmar o interesse do clube na contratação do campeão olímpico Bruno Rezende, em entrevista o blog de Bruno Voloch, do jornal O Estado de S. Paulo. Mas disse que também o clube precisa resolver os problemas financeiros. "Não é uma situação confortável. Existe de fato, como foi dito, uma planilha para zerar tudo até julho. Tomara que tudo seja realmente cumprido, até porque Taubaté precisa ter o fair play financeiro, caso contrário pode não jogar a próxima edição da Superliga", disse

A assessoria de imprensa do Vôlei Taubaté informou na segunda (02/03) que em relação a chegadas e saídas de jogadores, ninguém do clube vai se pronunciar enquanto a Superliga não terminar. E que também não tem nada a acrescentar sobre a entrevista do prefeito.


an pao quente 01

an byomed