11 09 2019 esportes muriel fluMuriel não abaixou a cabeça mesmo após a derrota para o Palmeiras por 3 a 0, na noite terça-feira (10/09), em São Paulo, no jogo atrasado da 16ª rodada do Brasileirão.

Em vez de fazer críticas à apática atuação do Fluminense, o goleiro optou por exaltar o adversário e pediu para que o time carioca não fique lamentando e já comece a projetar a sua recuperação na partida contra o Corinthians, domingo, em Brasília, pela rodada final do primeiro turno do Brasileirão.

"Bom, difícil falar de cabeça quente. Eu acho que, independentemente de às vezes não conseguirmos jogar bem tecnicamente, não podemos nos conformar. Soubemos sofrer no último jogo, tivemos qualidade e empenho. Hoje foi totalmente o oposto. Mas o Palmeiras é uma grande equipe, outro motivo de termos de entrar ligados. Não tem de ficar lamentando muito, temos de ver o que o Oswaldo vai falar", afirmou o goleiro.

Apesar da derrota, o técnico Oswaldo de Oliveira deixou claro que o time tem tudo para deixar a zona de rebaixamento. Com o tropeço, o Fluminense ficou estacionado na 17ª colocação, com 15 pontos, a três do Cruzeiro, em 16º.

"Nós temos de escalar o que nós temos de melhor. No jogo passado, funcionou muito bem. A gente criou algumas chances. Se a gente tivesse feito o gol no momento oportuno, o jogo teria outra figura. Fluminense tem 20 jogos pela frente, um turno inteiro. E nós vamos melhorar, com certeza. Vamos fazer jogos melhores e vamos buscar resolver os nossos problemas", disse o treinador, que ainda analisou o emocional dos jogadores.

"Sem dúvida é preponderante. Ficamos abatidos no intervalo, tentei reanimá-los. Mostramos que tínhamos chance de empatar o jogo, mas o emocional pesa. Precisamos trabalhar em cima disso para conseguirmos sair dessa situação", finalizou.

Para o jogo contra o Corinthians, neste domingo, às 16h, no Mané Garrincha, o treinador não poderá contar com Airton e Wellington Nem. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo contra o Palmeiras e desfalcam o Fluminense nesta próxima rodada.