bn cmc 26 08 2019        an luiz octavio        bn pref crz setembro 2019

 

24 07 2019 esportes fla mata mata emelecO elenco milionário do Flamengo inicia nesta quarta-feira (24/07), em Guayaquil, às 21h30 (de Brasília), diante do Emelec, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, a sua participação na fase de mata-mata da competição mais desejada por sua imensa torcida. 

O time do técnico português Jorge Jesus entra em campo pressionado após a eliminação na Copa do Brasil para o Athletico-PR, sofrida no Maracanã na semana passada, quando a equipe caiu nos pênaltis após um empate por 1 a 1 no tempo normal.

Mas o início da missão flamenguista nesta fase eliminatória na tentativa de repetir o título conquistado em 1981 não vai ser fácil. Jorge Jesus não poderá contar com três titulares: Arrascaeta, Vitinho e Everton Ribeiro, todos lesionados. Para não dar pistas para o adversário, o treinador não permitiu a entrada da imprensa no último treino da equipe, nesta terça-feira, em nenhum momento.

Jesus mantém seu estilo ofensivo, ao escalar Bruno Henrique e Berrío para fazerem companhia a Gabriel nas investidas ofensivas. Diego será o articulador das jogadas, enquanto Willian Arão e Cuéllar vão se revezar na marcação.

"O fato de ter alguns jogadores lesionados não nos vai fazer mudar a forma de jogo. Trabalhamos todas da mesma maneira. Temos de seguir em frente com os jogadores que temos e não estou muito preocupado com isso", disse o treinador, nesta terça-feira, em entrevista coletiva antes do último treinamento para o duelo desta quarta.

O clima de pressão começou a ser visto de forma mais radical no último sábado, quando torcedores do Flamengo foram até o aeroporto do Galeão, no Rio, e cobraram os jogadores e o técnico rubro-negro com um forte protesto que conseguiu desestabilizar o emocional do meia Diego. O jogador, que desperdiçou uma das penalidades da equipe na semana passada com uma cavadinha no Maracanã, precisou ser contido por seguranças ao reagir contra os xingamentos que recebeu no saguão de embarque.

Essa pressão começou a ser aliviada com o empate por 1 a 1 com o Corinthians, no último domingo, em São Paulo, onde a igualdade só foi garantida com um gol no final do segundo tempo, pela rodada passada do Brasileirão. Entretanto, um novo revés fará o clima de cobrança voltar com tudo antes do duelo de volta com o Emelec, que ocorrerá no próximo dia 31, no Maracanã.

O duelo desta quarta-feira também vai ser o primeiro de Jorge Jesus em uma Libertadores, que foi citada pelo comandante nesta terça-feira como "um dos motivos pelos quais aceitou comandar o Flamengo". "Se alguma vez eu pensava em estar na Libertadores, não pensava. Minha vida é a Champions (Liga dos Campeões da Europa), mas Libertadores é a 'Champions' da América Latina", enfatizou.

Do lado do Emelec, o presidente do clube, Nassib Neme, demonstra confiança no sucesso da equipe, apesar das duas derrotas consecutivas sofridas nos dois últimos jogos do Campeonato Equatoriano. "O Emelec cresce muito neste tipo de jogo", disse o dirigente. "Vai ser uma disputa intensa, complicada, mas eu tenho muita fé na equipe."

O técnico espanhol Ismael Rescalvo não se abalou com a derrota, por 1 a 0, frente ao Deportivo Cuenca na sexta-feira, em casa. "Não é possível vencer sempre. Este tropeço não muda em nada o nosso plano de jogo e a expectativa para enfrentar o Flamengo."


an byomed

an pao quente 02