27 06 2020 regiao aparecida basilica liberacaoA Basílica de Aparecida apresentou às equipes da Secretaria de Saúde e do Comitê de Crise de Aparecida, na manhã de sexta-feira (26/06), o protocolo de segurança que desenvolveu para a retomada das celebrações com a presença de fiéis quando for liberado.

Inicialmente, a Prefeitura de Aparecida informou que daria um parecer sobre a autorização na próxima segunda-feira (29/06). Neste sábado (27/06), em uma nova nota, ela informou que não possui data para publicar se autoriza ou não o retorno das missas com público no santuário.

O protocolo de segurança detalha todo o processo que os romeiros deverão seguir ao entrarem no Santuário Nacional. No documento, há por exemplo a aferição de temperatura corporal e a orientação sobre os locais que os fiéis poderão ocupar dentro da igreja.

O Santuário Nacional afirma que reforçou as medidas de higienização, como a compra de novos totens de álcool em gel, bombas costais para higienização de grandes espaços e a aquisição de equipamentos de proteção individual para os funcionários. Além disso, afirma que houve treinamento para as equipes de atendimento direto ao público.

Desde o início do período de quarentena no estado, o Santuário Nacional diz ter adotado medidas que visam o combate ao coronavírus. Por exemplo, a sinalização da obrigatoriedade do uso de máscaras, orientação sobre o distanciamento entre as pessoas e a higienização frequente das mãos.

As celebrações na Basílica Aparecida têm sido realizadas sem a presença do público desde que a quarentena foi decretada. Os fiéis podem assistir às missas via internet ou pela televisão.

A Prefeitura de Aparecida já liberou a reabertura de igrejas e templos religiosos desde o dia 16 de junho. A medida excluiu o Santuário Nacional, que permanece fechado durante as missas.


an paulo bento

an luiz octavio