an luiz octavio        an pref crz jan 2020

 

26 03 2020 regiao familias proteger idososO cotidiano mudou na vida dos moradores de um bairro da região sul de São José dos Campos. Isso porque uma das figuras mais antigas da rua deixou de colocar os pés para fora do portão. O sumiço tem nome: quarentena.

Edir Guimarães de Souza tem 75 anos e uma vida movimentada. Dentro do grupo de risco do novo coronavírus, ela deixou as idas ao supermercado de lado e tem ouvido as orientações da família.

"Ela aceitou, mas já está impaciente. Ela quer fazer parte de ir às compras, de ir comprar um pão. Temos que ficar lembrando que é para o bem dela", contou a filha Márcia Beatriz, que teve os cuidados redobrados para poder dividir a casa com a mãe. "Hoje no almoço nós falamos: mãe, a senhora está forte. Não deixa a teimosia tira sua vida", relatou Márcia.

Eliane Rodrigues também redobrou os cuidados com a mãe e com o padrasto na pandemia do coronavírus. A idosa, de 73 anos, é hipertensa e tem enfisema pulmonar.

"Nós conversamos através de telefone e Skype para saber se está tudo bem. Já tínhamos feito uma compra para ela se manter e não precisar sair", contou Eliane. A idosa tinha a previsão de operar o fêmur nesta semana, mas teve cirurgia adiada devido ao novo coronavírus.

"Ela entendeu também pela situação dela que ela não pode se expor", continuou. "Eles estão com a consciência de que estão no grupo de risco e eles não querem morrer não, eles querem viver muito", concluiu Eliane.

Já Riron Pupo, de São Bento do Sapucaí, optou por não permanecer na mesma casa que o avô, de 83 anos, e a avó, de 77 anos, que sofre com asma. Para evitar a disseminação do vírus, Pupo está ficando temporariamente na casa de um amigo na cidade de Taubaté.

"Os idosos estão em isolamento total. É muito difícil porque eles gostam muito de sair, ir na lotérica, ir no mercado, e eles não conseguem mais, precisam ficar em casa".

Na cidade da Serra da Mantiqueira, o acesso está bloqueado para turistas e qualquer tipo de público externo.

Quarentena

Os idosos integram o principal grupo de risco do coronavírus, que já deixou 57 mortos no país até esta quarta-feira. A orientação de quarentena total atende ao decreto do governador João Doria (PSDB).


an pao quente 01

an byomed