bn pref crz 24 09 2019    bn luiz octavio mega feirao nov 2019    an camara crz 03 10 2019

05 11 2019 regiao sjc cambuiMoradores do Residencial Tatetuba, na zona leste de São José dos Campos, informaram à Justiça que a prefeitura não cumpriu decisão judicial de suspender um trecho da obra da Via Cambuí. Em decisão liminar, o juiz Silvio José Pinheiro dos Santos, da 1ª Vara da Fazenda Pública, determinou a suspensão da obra no trecho da alça de acesso que atinge o Residencial Tatetuba.

A sentença é de 25 de outubro.

No início de novembro, o magistrado mandou intimar novamente a prefeitura sobre a paralisação, em razão da falta de cumprimento da sentença.

A administração terá 24 horas para cumprir o mandato após receber a comunicação oficial, o que deve ocorrer até esta terça-feira (05/11).

Representante dos moradores na ação popular, o advogado Cesar Godoy Bertazzoni frisou que ninguém é contra a obra da Via Cambuí, mas que a prefeitura descumpriu acordo feito com os moradores e com o próprio traçado na licitação.

"O acesso da Via Cambuí deveria ser feito fora do residencial, e não dentro como está sendo construído, uns 70 metros de onde deveria estar."

Bertazzoni disse que os moradores temem um aumento no tráfego dentro do bairro por causa do acesso. Segundo ele, só há residências no local, sem comércios.

"A decisão judicial determina, em caráter provisório, a suspensão das obras da Via Cambuí apenas no trecho do ramo I5 B, em frente ao Residencial Tatetuba. A Prefeitura de São José dos Campos está cumprindo integralmente a decisão da Justiça. O restante da obra segue em ritmo normal", informou a prefeitura.


an pao quente 02

an byomed