bn pref crz 24 09 2019    bn face luiz octavio automoveis 01    an camara crz 03 10 2019

 

16 09 2019 regiao sjc construtor iptuO setor da construção civil vai reivindicar da Prefeitura de São José dos Campos mudanças nas regras de cobrança do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para novos loteamentos. A alteração na regra serviria para loteamentos em fase de lançamento, ainda sem infraestrutura e com obras previstas para vários anos.

Atualmente, o comprador do lote começa a pagar IPTU tão logo o registre, mesmo que não possa começar a construir a casa, em razão de o loteamento não ter benfeitorias.

Os construtores vão reivindicar que a cobrança de IPTU ocorra na entrega do loteamento já com a infraestrutura, quando o comprador poderá começar a erguer a moradia.

"É um imposto cobrado sobre algo que ainda não existe", disse Paulo Cunha, diretor regional do Secovi (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis) na RMVale.

Segundo ele, há várias cidades no estado que mudaram a forma de cobrança do IPTU para incentivar o surgimento de novos loteamentos.

"A lei precisa paralelamente trazer ao mercado algum incentivo", afirmou Cunha. "Só deve cobrar após o termo de vitoria de obra, quando o comprador recebe o lote".

Para ele, não se trata de renúncia de receita.

"Vamos iniciar uma discussão disso. Essa questão do IPTU não se trata de renúncia, porque é um valor novo".

"Questões tributárias do município são tratadas durante a elaboração das peças orçamentárias que integram o orçamento público: PPA (Plano Plurianual), LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e LOA (Lei Orçamentária Anual). Ou também, neste caso, durante os estudos para atualização da Planta Genérica de Valores, a partir de 2020", disse José de Mello Correa, secretário de Gestão Administrativa e Finanças de São José.


bn bachiana sesi sp

an pao quente 02

an byomed