15 10 2019 regiao taubate ubatuba joanopolis sarampoA Vigilância Epidemiológica registrou novos casos de sarampo em Taubaté, Joanópolis e Ubatuba na segunda-feira (14/10). Com os novos registros, o Vale do Paraíba e região Bragantina já somam 159 casos de sarampo em 19 cidades.

Em Taubaté, foram quatros novos casos e a cidade agora soma 20 casos da doença. Os quatro casos mais recentes são os de quatro bebês de 1 ano (três meninas e um menino) moradores da Estiva, Vila São José, São Gonçalo e Canuto Borges.

Foram realizadas ações de bloqueio vacinal nos bairros e os pacientes passam bem. Outros 29 casos estão em análise e 34 casos foram descartados.

Ubatuba confirmou oito novos casos e saltou para 10 casos confirmados da doença. As novas vítimas na cidade são quatro mulheres, de um, cinco, 29 e 39 anos, e as outras quatro são homens, de 41 e 8 anos, e dois bebês de cinco e nove meses. Todos foram atendidos, tiveram alta e passam bem.

Três pacientes são do bairro Sertão de Quina, dois do Bela Vista e o restante são moradores do Jardim Samambaia, Marafunda, Poços de Calda. Segundo a prefeitura, áreas receberam bloqueio vacinal.

Já Joanópolis confirmou mais dois casos de sarampo nesta segunda-feira (14). Com os novos casos, a cidade chega a três registros da doença. A identidade dos dois pacientes e estado de saúde não foram divulgados.

Região

Com mais essas ocorrências de sarampo em Ubatuba, a região contabiliza 159 registros da doença em 19 cidades. Veja lista:

■ São José dos Campos - 33

■ Atibaia - 28

■ Caçapava - 21

■ Taubaté - 20

■ Ubatuba - 10

■ Pindamonhangaba - 9

■ Bragança Paulista - 9

■ Jacareí - 7

■ Ilhabela - 6

■ Joanópolis - 3

■ Bom Jesus dos Perdões - 3

■ Lorena - 2

■ Campos do Jordão - 2

■ Cruzeiro - 1

■ Piracaia - 1

■ Potim - 1

■ Aparecida - 1

■ Caraguatatuba - 1

■ São Sebastião - 1

Quem deve se vacinar

■ Dose extra para bebês de 6 meses a 12 meses

■ Crianças de 15 meses (segunda dose tetraviral)

■ Crianças de 15 meses a adultos de até 29 anos sem o registro de duas doses (se tiver tomado uma dose, terá que tomar a segunda. Se não tomou nenhuma, deve receber duas no intervalo de 30 dias)

■ Adultos de 29 a 59 anos, sem registro na carteira (tomar uma dose)

■ Profissionais de saúde

Quem não deve se vacinar

■ Gestantes

■ Crianças menores de 6 meses

■ Imunodeprimidos


an paulo bento

an luiz octavio