01 10 2019 regiao taubate ortiz receitaO prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), prevê orçamento de R$ 1,222 bilhão para 2020. O dado, previsto no projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual) que foi enviado à Câmara nessa segunda-feira, é referente à administração direta, que inclui a prefeitura e o Legislativo.

O montante representa um acréscimo de 2,26% sobre o orçamento de 2019 (R$ 1,195 bilhão). No entanto, como a inflação desse ano deve fechar em 3,43%, na prática a receita da administração será menor em 2020.

No total, a prefeitura deve ter orçamento de R$ 1,186 bilhão no ano que vem, e a Câmara ficará com R$ 35,9 milhões. Para 2019 a projeção foi de R$ 1,164 bilhão para a prefeitura e R$ 31,1 milhões para o Legislativo.

Das 16 secretarias, sete terão redução no orçamento no ano que vem, no comparativo com 2019: Obras (de R$ 127 milhões para R$ 111 milhões), Mobilidade Urbana (de R$ 24 milhões para R$ 20,8 milhões), Segurança (de R$ 28,3 milhões para R$ 27,9 milhões), Inclusão Social (de R$ 40 milhões para R$ 38 milhões), Esporte (de R$ 22,1 milhões para R$ 19,7 milhões), Planejamento (de R$ 8,4 milhões para R$ 8 milhões) e Turismo e Cultura (de R$ 13,3 milhões para R$ 13,1 milhões).

Outras nove pastas terão aumento no orçamento em 2020: Educação (de R$ 359 milhões para R$ 369 milhões), Saúde (de R$ 294 milhões para R$ 305 milhões), Serviços Públicos (de R$ 130 milhões para R$ 152 milhões), Finanças (de R$ 59,8 milhões para R$ 61,3 milhões), Governo (de R$ 22,9 milhões para R$ 23,1 milhões), Negócios Jurídicos (de R$ 8,6 milhões para R$ 8,9 milhões), Gabinete (de R$ 5,6 milhões para R$ 6,1 milhões), Meio Ambiente (de R$ 2,9 milhões para R$ 3,1 milhões) e Inovação (de R$ 2,2 milhões para R$ 2,8 milhões).

Indireta

Na administração indireta, a Unitau (Universidade de Taubaté) prevê aumento de 14% na arrecadação no ano que vem, passando de R$ 216,9 milhões esse ano para R$ 247,3 milhões em 2020.

Já o IPMT (Instituto de Previdência do Município de Taubaté) prevê uma ligeira queda na receita no ano que vem: de R$ 171,7 milhões em 2019 para R$ 171,2 milhões em 2020.

Balanço

Esse ano, tanto a administração direta quanto a indireta têm enfrentado dificuldade para realizar o orçamento previsto. De janeiro a agosto, a prefeitura arrecadou R$ 682 milhões, o que corresponde a 57% da receita total esperada para 2019. A Unitau arrecadou R$ 134 milhões nos primeiros oito meses do ano, o que representa 62% da receita total prevista. Já o IPMT atingiu receita total de R$ 92 milhões entre janeiro e agosto, 54,1% da estimativa anual.


an paulo bento

an luiz octavio