12 09 2019 regiao jacareI cpi camaraApós receber uma série de denúncias, a Câmara de Jacareí instaurou uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar possíveis irregularidades envolvendo a empresa responsável pelo serviço de limpeza pública.

A decisão dos parlamentares ocorreu após quase dois dias de paralisação dos funcionários da Ambiental, entre coletores de lixo e trabalhadores da área administrativa. Em sessão nesta quarta-feira, mais de 150 funcionários apresentaram queixas que vão desde o atraso no pagamento dos salários, até a falta de direitos como FGTS, INSS e férias. As denúncias ainda incluem as condições dos caminhões, com casos de mais de uma década sem o pagamento do licenciamento veicular.

A CPI é formada pelos vereadores Luís Flávio (PT), que atuará como presidente, Aderbal Sodré (PSDB), relator e Juarez Araújo, como membro.

"Já vamos fazer uma reunião entre os três vereadores na sexta-feira para que possamos estabelecer um cronograma dos nossos trabalhos", afirmou o parlamentar Luis Flávio.

A Ambiental informou que somente se posiciona pela prefeitura. Em nota, o município informou que vê a CPI como mais um instrumento de transparência, que trará oportunidade de discussão sobre o contrato e seu efetivo cumprimento.