bn camara 05 2020

15 01 2019 brasil fibria suzanoA Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, iniciou nesta segunda-feira suas operações. O acordo, anunciado em março de 2018, foi submetido à aprovação de todos os órgãos reguladores nacionais e internacionais.

De acordo com a nova empresa, a fusão faz com que o grupo nasça líder global na produção de celulose de eucalipto, além de ser uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina. "Concluímos com êxito a realização de um sonho. A jornada que começa agora é movida pelo desejo de sermos protagonistas na evolução da sociedade e referência no uso sustentável de recursos renováveis e, a partir disso, contribuir para a construção de um mundo melhor, agora e no futuro", afirma Walter Schalka, Presidente da Suzano.

Números

A empresa já nasce com capacidade de produção de 11 milhões de toneladas de celulose de mercado e de 1,4 milhão de toneladas de papel por ano. A competitividade da Suzano pode ser medida por sua presença global, com vendas para mais de 80 países, e pela dimensão das operações, com 11 fábricas distribuídas pelo País e cerca de 37 mil colaboradores diretos e indiretos.

"Uniremos a tecnologia ao espírito empreendedor para irmos além. É assim que faremos a diferença para a sociedade ao impactar positivamente desde as comunidades nas quais estamos presentes até bilhões de pessoas que usam diariamente produtos fabricados com nossa celulose em todo o mundo", diz Schalka.


an pref 07 05 2020

impacto 94 completo Página 8

an luiz octavio