an luiz octavio        an pref crz jan 2020

03 01 2019 basilicaMaior templo católico do país, o Santuário Nacional de Aparecida (SP) recebeu mais de 12,6 milhões de romeiros em 2018. O número de visitantes é o segundo maior da história, atrás apenas dos 13 milhões contabilizados em 2017 - ano em que foi celebrado os 300 anos da Padroeira.

Para comparação, um dos principais pontos turísticos do país, o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, recebe ao ano, em média, 3 milhões de visitantes. A informação é do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o Parque da Tijuca, onde fica o monumento.

Apesar do mês dedicado à Padroeira oficialmente ser outubro, foi em setembro que a Igreja Católica registrou o maior movimento de peregrinos na basílica. Foram 1,4 milhão.

Já em 10 de novembro foi alcançado o recorde de público em um único dia, com 173 mil pessoas. O Dia da Padroeira, 12 de outubro, contou com a visita de 160 mil fiéis.

Para o reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida, o número em 2018 surpreendeu, já que a greve dos caminhoneiros, com desabastecimento de combustível em todo país, e a Copa poderiam ter prejudicado o movimento no local.

Em 2016 foram acolhidos 11,7 milhões de católicos no Santuário Nacional. Em 2015, foram 12,1 milhões.

Eventos

Em 2018 o Santuário Nacional comemorou os 40 anos de restauro da imagem de Aparecida, quebrada em mais de 200 pedaços em 1978.

Uma carreata, de São Paulo a Aparecida, relembrou a ocasião em que a imagem voltou ao templo após ficar 33 dias sendo restaurada no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Também atraiu atenção à basílica o debate com os candidatos à presidência de república, no dia 20 de setembro, promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil no local.


an pao quente 01

an byomed