02 04 2019 regiao prisoes quedaDois dos principais indicadores de produtividade policial da RMVale, a região mais violenta de todo o estado, caíram no primeiro bimestre da gestão do governo João Doria (PSDB): prisões em flagrante e tráfico de drogas.

As ocorrências de tráfico -- índice que mede produtividade policial -- recuaram 13% no primeiro bimestre deste ano comparado ao mesmo intervalo do ano passado, com 496 contra 571 registros.

O número de prisões em flagrante caiu 4,42% no mesmo período, de 1.198 pessoas presas em janeiro e fevereiro de 2018 para 1.145, em igual período de 2019.

Dos 13 indicadores de produtividade policial, segundo dados oficiais do Estado, a RMVale contabiliza aumento em oito no primeiro bimestre deste ano comparado a 2018.

Também caíram os indicadores de veículos recuperados (-21%, de 465 para 367), porte ilegal de arma (-6,52%, de 92 para 86) e infratores apreendidos em flagrante (-17%, de 199 para 165).

Entre os oito indicadores de produtividade policial que aumentaram na RMVale no primeiro bimestre, os destaques foram para apreensão de entorpecentes com alta de 83% (12 para 22), armas de fogo apreendidas com 15,76% (165 para 191) e prisões efetuadas com 12,68% (1.498 para 1.688). Outros quesitos que subiram em 2019 foram pessoas presas por mandado (31,23%) e infratores apreendidos por mandado (27,78%).

Secretaria diz que 'operações contra o tráfico são realizadas constantemente'

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que "investe continuamente nas polícias de São Paulo" e que "operações contra o tráfico são realizadas constantemente e tem inibido esse tipo de ação criminosa. A polícia tem trabalhado não apenas nos pontos onde a droga é comercializada, mas também mapeando a rota usada pelos traficantes".


an paulo bento

an luiz octavio