30 03 2019 regiao taubate huO contrato firmado entre a Prefeitura de Taubaté e a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que deverá atuar no Hospital Universitário assim que a gestão da unidade voltar ao município, prevê a realização de 508 mil procedimentos por ano.

O levantamento foi feito pelo jornal, com base nos números citados no contrato.

O documento cita, por exemplo, a realização de 12.816 internações por especialidades a cada ano, com destaque para setor clínico (4.080), cirúrgico (3.840), obstétrico (3.360) e pediátrico (1.200).

O contrato também prevê a realização de 4.800 cirurgias ambulatoriais e 78 mil atendimentos de urgência (consultas) a cada ano.

Ainda há a previsão de 96.560 atendimentos ambulatoriais, sendo 68 mil de especialidades médicas e 28.560 de especialidades não médicas, como enfermeiro, farmacêutico, fisioterapia, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, odontologia e serviço social.

Também são previstos 316.320 procedimentos anuais de SADT (Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico), o que inclui radiologia, ultrassom, tomografia, ressonância, entre outros.

Nos primeiros 24 meses de contrato, a prefeitura irá repassar R$ 156,947 milhões para a SPDM. Isso representa R$ 78,47 milhões por ano ou R$ 6,5 milhões/mês. Caso a quantidade de procedimentos realizados fique abaixo do número contratado, o repasse poderá ser menor.

A previsão é que a gestão do HU, que está sob responsabilidade do governo estadual desde março de 2013, retorne ao município no dia 1º de maio. As vagas passarão a ser reguladas pela prefeitura, mas a unidade continuará a receber pacientes de outras cidades da região.


an paulo bento

an luiz octavio