28 03 2019 regiao edpA EDP, distribuidora de energia elétrica do Vale do Paraíba, inaugura o projeto de eficiência energética na Fazenda da Esperança, instituição com mais de 30 anos de experiência na recuperação de jovens dependentes químicos, em Guaratinguetá. A cerimônia foi realizada na terça (26/03), na sede da entidade com a presença de representantes da EDP, autoridades locais e responsáveis pela Fazenda.

A implantação durou cerca de 13 meses e abrangeu a modernização do sistema de iluminação antigo, com a substituição de 5.117 lâmpadas de maior consumo por LED, nas áreas internas e externas da organização (40 prédios). Além disso, 400 chuveiros convencionais foram trocados por equipamentos com sistema de controle de potência, mais eficientes e econômicos.

Com o projeto implantado será possível reduzir o consumo de energia em aproximadamente 370 megawatts-hora (MWh/ano), o equivalente ao consumo médio anual de mais de 150 famílias. Além disso, há uma redução também nos custos de manutenção, já que a durabilidade da lâmpada LED é de cerca de 50 mil horas (de 3 a 4 vezes mais que lâmpadas fluorescentes), e de menor impacto ao meio ambiente, já que o LED não possui mercúrio e outros componentes nocivos em sua composição.

“É muito gratificante entregar este projeto na Fazenda da Esperança, pois com equipamentos mais modernos, a economia no consumo de energia elétrica será relevante para a instituição. Dessa forma, o recurso poupado poderá ser remanejado para o melhor atendimento das pessoas”, ressalta Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP.

O projeto foi contemplado através da Chamada Pública de Projetos do Programa de Eficiência Energética da EDP, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

A Fazenda da Esperança

Em 1983, a Fazenda da Esperança iniciou com um grupo de seis jovens dependentes químicos, sob a orientação do pároco local, Frei Hans Stapel, formando uma pequena comunidade para auxílio.

Atualmente, dada como a maior comunidade terapêutica da América Latina desenvolvendo, principalmente, a recuperação de pessoas com dependência química, a instituição Fazenda da Esperança está com 35 anos de atuação, com mais de 83 unidades espalhadas por todo o Brasil e em outros 18 países.

Em Guaratinguetá, cerca de 350 pessoas são atendidas na sede da instituição.  Além disso, a Fazenda da Esperança possui outros segmentos de atuação na cidade, podendo-se destacar: Três centros de educação infantil; uma casa de apoio aos portadores do vírus HIV em fase terminal; três residências terapêuticas; uma casa de acolhimento temporário para crianças e adolescentes; um espaço para serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para Crianças e adolescentes (Projeto Girassol); e um projeto de fortalecimento às famílias em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza. Nestas segmentações são atendidas 764 pessoas.

Imagem/Divulgação: EDP


an paulo bento

an luiz octavio