26 03 2019 regiao guara moncao repudioApós um grupo com professores e alunos de duas escolas municipais de Guaratinguetá relatarem terem sido alvos de discriminação durante excursão para uma exposição em um shopping em São Paulo no último dia 18, os vereadores do município aprovaram um requerimento manifestando repúdio contra a "conduta discriminatória por parte do da recepção do Shopping JK Iguatemi".

Conforme o texto, o documento deve ser enviado à administração do centro comercial. "Que seja transmitido aos Representantes Legais do Shopping, manifestando-lhes nosso Repúdio à conduta discriminatória por parte da recepção, dirigida a um grupo com professores e alunos de duas Escolas Municipais de Guaratinguetá, durante excursão para visitação à exposição 'Mickey 90 Anos', no referido Shopping", ressalta trecho do documento.

Cerca de 120 alunos das escolas 'Professora Francisca Almeida Caloi' e 'Ana Fausta de Moraes', foram visitar a exposição "Mickey 90 Anos", sediada no shopping JK Iguatemi.

No local, o grupo foi barrado por uma funcionária da exposição. Ela teria alegado à diretora de uma das escolas que não havia restaurantes adequados para as crianças almoçarem, afirmando que o shopping é um local 'elitizado' e que a praça de alimentação estava lotada.

Após insistência e contato com a organização da exposição, a entrada do grupo foi permitida, e, embora a funcionária tivesse afirmado que não haveriam lugares para comportar os alunos, existia um grande número de assentos disponíveis na praça de alimentação do local.

O caso foi denunciado à Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude de São Paulo na última quinta-feira.

Nova excursão

Uma semana depois do ocorrido, o grupo de alunos retornou à exposição. A nova excursão foi oferecida pela ONG que administra a exposição após a repercussão negativa do caso na última semana. A prefeitura informou que não encarou a iniciativa como uma reparação, mas como um presente para as crianças.


an paulo bento

an luiz octavio