30 07 2020 regiao sp nega erroO governo do Estado de São Paulo negou na quarta-feira (29/07) o erro apontado pelos prefeitos do Vale do Paraíba e reforçou que as cidades da região devem seguir as regras da fase laranja do Plano São Paulo.

Desde a última sexta-feira, os prefeitos da região apontavam que uma falha no e-SUS, sistema do governo federal, teria represado o lançamento de casos e atrapalhado a evolução da região no plano de flexibilização econômica.

Em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, destacou que não houve erro na classificação da região no Plano São Paulo.

"Os dados foram trazidos, nós verificamos e mesmo com esse retardamento [no e-SUS] não houve qualquer alteração ou impacto comprovado para que se levasse para a fase amarela, mas sim a manutenção da fase laranja", disse.

Segundo ele, a região vem apresentando uma evolução na pandemia e, com base nos indicadores, foi feita a manutenção da fase laranja para as cidades do Vale.

"É importante esclarecer que o Vale do Paraíba teve um crescimento de casos na semana passada, mas também um crescimento de óbito. 17% de casos e 20% de óbitos, que manteve a região na fase laranja por uma questão de saúde pública",

Vinholi ainda reforçou que indicou para que as cidades da região sigam as regras da fase laranja. Ele citou que indicou essa orientação ao prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth. A cidade flexibilizou a abertura de bares, restaurantes, academias e salões de beleza, o que está previsto somente na fase amarela.

"Dialogamos com os prefeitos em torno disso, indicamos a manutenção da fase laranja, a imensa maioria segue essa manutenção. O prefeito de São José dos Campos, nós também dialogamos para que ele possa seguir a fase laranja e ele indicou para nós que deve acompanhar a evolução desses números. Evolução essa que hoje vem se agravando, portanto a fase laranja segue com dados de hoje na região do Vale do Paraíba e ele vai observar até na sexta-feira. Estamos na quarta, a região segue no laranja com agravamento. Seguimos indicando para o prefeito Felício, que trouxe para nós as ponderações dele, para que possa seguir no Plano SP nesse momento", disse.

Discussão sobre classificação

Os prefeitos da região apontavam desde a última sexta ter ocorrido um erro no número de casos diários, que é um dos requisitos para avançar ou não no Plano SP.

Eles alegam que por dois dias - 22 e 23 - foram contabilizados dados referentes à semana anterior por falha no sistema do e-SUS. Segundo eles, seguindo a média nesses dois dias deveriam ser 151 casos. Apesar disso, nos dias seguintes - 24, 25 e 26, os índices seguiram altos.

Regras em São José

O prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSDB), decretou a reabertura dos bares, restaurantes e salões de beleza com algumas recomendações, seguindo as diretrizes da fase amarela.

Algumas regras gerais são a utilização de máscaras por funcionários e clientes, disponibilização de frasco de álcool gel 70%, limpeza e desinfecção do sistema de ar-condicionado, proteção de vidro nos caixas para separar clientes e funcionários.

Existem também algumas regras específicas para cada atividade. São elas:

Salões de beleza e barbearias: atendimento individual com agendamento prévio ou não, sendo vedada a espera de clientes no interior do estabelecimento ou fila na área externa; as cadeiras e demais equipamentos deverão ser higienizados após cada atendimento; uso obrigatório de avental, descartável ou de tecido, com troca a cada atendimento; uso obrigatório de luvas; preferencialmente, lavar os cabelos antes dos cortes ou penteados.

Academias de esportes de todas as modalidades e centros de ginásticas: utilização de equipamentos de proteção individual (máscara, luvas e similares) por todos os funcionários, terceirizados e usuários; a entrada poderá ter controle de identificação, desde que as catracas estejam liberadas; havendo identificação por biometria, deverá ser disponibilizado frasco com álcool gel 70% no local; fica permitido o acesso, circulação e permanência de no máximo uma pessoa por dez metros quadrados de área interna; deverá ser mantido o distanciamento mínimo de dois metros entre equipamentos; os vestiários e saunas devem permanecer fechados, sendo autorizado somente o uso dos sanitários; os bebedouros devem estar disponíveis somente para o reabastecimento dos recipientes individuais e, em caso de fila, deverá ser mantido o distanciamento mínimo de dois metros; às áreas destinadas à alimentação deverão permanecer fechadas; deverão ser disponibilizados álcool gel 70% em todas as áreas do estabelecimento, sendo que na área de musculação deverão ser mantidos no mínimo cinco frascos para uso; proceder com a higienização dos equipamentos individuais (colchonetes, halteres e similares); permissão apenas de aulas e práticas individuais, mantendo-se aulas e práticas em grupo suspensas.

Bares, restaurantes e similares, inclusive praças de alimentação: manter dois metros de distância entre as mesas, com atendimento limitado a 40% da capacidade máxima do local; mesas com até seis lugares; servir apenas empratado (prato feito ou à la carte); proibido self-service; proibido rodízio; proibido utilização de mesa bistrô; proibido consumo no balcão; autorizada utilização de área externas ou ao ar livre e da calçada, desde que mantida a distância de 1,10m para o trânsito livre e seguro de pedestres.

As academias, os salões de beleza e barbearias poderão funcionar apenas em horário comercial. Não é permitido o funcionamento aos fins de semana e feriados. Os bares e restaurantes também poderão receber clientes apenas de segunda a sexta-feira. Aos sábados, domingos e feriados, fica permitido somente o sistema drive-thru e delivery.

O estabelecimento de descumprir as regras fica sujeito a multa de R$ 5 mil.


an paulo bento

an luiz octavio