an luiz octavio        an pref crz jan 2020

 

22 03 2020 brasil maioria medo coronavirusPesquisa divulgada neste domingo pelo Datafolha mostra que a maioria dos brasileiros é a favor das medidas de contenção da pandemia do coronavírus. Segundo o instituto, o medo da doença atinge a maior parte das pessoas no país.

A percepção foi colhida por pesquisa do Datafolha de quarta (18//03) a sexta (20/03), feita por telefone devido à pandemia. Foram ouvidas 1.558 pessoas e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos.

As ações oficiais para tentar conter o vírus têm alta aceitação: 92% concordam com a suspensão de aulas, 94% aprovam a proibição de viagens internacionais e 91% são favoráveis à interrupção nos campeonatos de futebol do país, por exemplo.

De acordo com a pesquisa, 82% das pessoas apoia o fechamento de templos religiosos durante a pandemia e outras 73% das pessoas apoia a quarentena, como a adotada pelo governador de São Paulo João Doria (PSDB) a partir da próxima terça-feira, enquanto 24% são contra e 2% se dizem indiferentes.

Evitar bares e restaurantes é aprovado pro 86% das pessoas. Já os vetos a reuniões são aprovadas por 76% dos entrevistados. Além disso 99% das pessoas diz saber e ter noção da pandemia e 72% deles se diz bem informado; 24% se dizem mediamente informados e 3% se dizem desinformados.

Infecção

Ainda no levantamento, 74% das pessoas têm medo de serem infectadas pelo novo coronavírus. Destes, 36% têm muito medo e 38%, pouco; 26% dizem não ter medo do contágio. Mulheres são mais preocupadas do que os homens: 44% a 35%.

O maior índice de pessoas que acham que não serão contaminadas é justamente entre o grupo de risco mais evidente, acima dos 60 anos: 19%.

No momento, 97% dos entrevistados diz estar tomando precaução acerca dos riscos de serem infectados. A maioria (63%) diz lavar as mãos e o rosto e 59% busca algum tipo de isolamento social; 46% usam álcool gel e 25% evitam aglomerações.


an pao quente 01

an byomed