an luiz octavio        an pref crz jan 2020

Dona TitaMarço, mês das mulheres. O IMPACTO buscou no passado o perfil de mulheres que exerceram papéis destacados na história de Cruzeiro desde antes da fundação do município. No ciclo da evolução social em que o papel das mulheres não ultrapassava os limites do lar, houve quem se colocasse bem adiante de seu tempo, superando a chamada imposição do machismo e dos preconceitos.

Seja na área social, na política, nas artes ou na assistência médica, Cruzeiro não pode colocar à margem da história nomes que marcaram em suas áreas de atuação. Das várias mulheres merecedoras, O IMPACTO escolheu três; Celestina Novaes (Tita), Dona Fortunata e a Irmã Alvin. No primeiro capítulo, a marcante trajetória de Dona Tita.

Em nome delas, retratando suas brilhantes trajetórias, a homenagem a todas aquelas capazes de quebrar tabus e de se colocarem no topo dos ciclos de evolução de Cruzeiro.

Leia mais...

Coronel Ferreira 10Nesta quarta-feira, não há desfiles cívicos, bandas ou foguetório. O 6 de março passa mais uma vez despercebido em Cruzeiro como a verdadeira data de fundação do município. Foi nesse dia, no ano de 1871, que o governo da Província de São Paulo desmembrou de Lorena o território do Embaú para nele fundar o município de Nossa Senhora da Conceição do Cruzeiro.

O nome teve influência da tradição religiosa portuguesa e a referência a uma cruz instalada na divisa com Minas Gerais. A escolha foi dos próprios moradores do Embaú, liderados pelo Coronel José Joaquim Ferreira, engenheiro civil e líder político dos republicanos na região.

Leia mais...

an pao quente 01

an byomed